Orquestra Sinfônica de Teresina encanta moradores da Santa Maria da Codipi

Foi durante o fim da tarde de ontem (20), que os moradores da região da Santa Maria da Codipi, localizada na zona Norte de Teresina, receberam o Projeto “Sinfonia nos Bairros”. O projeto é desenvolvido pela Orquestra Sinfônica de Teresina e tem como objetivo levar a música erudita aos frequentadores dos parques e praças da capital de forma gratuita, através de apresentações e ensaios abertos.

Realizado quinzenalmente, o “Sinfonia nos Bairros” já percorreu diversas comunidades teresinenses e por onde passa emociona a plateia, como, por exemplo, a cozinheira Marilene Sousa, de 57 anos, que declarou ter se sentido encantada com a apresentação.

“A Prefeitura de Teresina está de parabéns por trazer um projeto tão bonito como esse para as praças do bairro que resido. Para nós, é algo diferente, um novo que só vem a nos beneficiar com cultura de qualidade”, conta Marilene Sousa, que já está na expectativa para uma nova apresentação em sua comunidade.
O maestro Aurélio Mello conta como é gratificante saber que sua arte está melhorando de alguma forma a vida das pessoas. Ele relata que a descentralização das atividades realizadas pela Orquestra Sinfônica tem feito com que mais pessoas tenham acesso à música de qualidade, músicas que, segundo ele, nem sempre estão tocando nas rádios.

“Esse projeto é uma coisa linda, é muito gratificante ver o encanto dos moradores sendo apresentados à música erudita, além de também ver como ela pode ser maleável. É muito lindo”, declarou Aurélio Mello.
Para mais informações sobre o “Sinfonia nos Bairros” e demais atividades culturais executadas pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), basta acessar o site o site https://cultura.teresina.pi.gov.br/ ou as redes sociais da instituição.

Balé da Cidade realiza ações na zona Norte de Teresina

Desde o início do ano, o Balé da Cidade de Teresina vem percorrendo a cidade com o Projeto “Balé da Cidade NA Cidade”, o mesmo tem como ponto de partida espetáculos do balé que se desmembraram em novas ações pelas paisagens da cidade. Na sua segunda temporada os bailarinos revisitam os locais de suas primeiras performances trazendo as propostas atualizadas, e também convidando outros artistas da companhia.

Nesta quarta-feira (13), será exibida a performance “Das cinzas arco-íris” com Samuel Alvís, que foi dançada na Ponte Mariano Castelo Branco, no Bairro Poti Velho. Já na sexta-feira (15), será a vez da performance “Percursos” com Andressa Ventura, dançada na Praça do Residencial Francisca Trindade, no Bairro Santa Maria. Ambas apresentações e outras já realizadas, poderão ser assistidas pelo Canal Balé da Cidade de Teresina no youtube, a página é atualizada todas às quartas e sexta-feiras, às 20hs.

O comerciante João Ricardo, mora há mais de 10 anos na região da Santa Maria da Codipi, fala que todos os dias passa pela Ponte Mariano Castelo Branco e que a performance chamou a sua atenção, isso segundo ele, por ser algo que não faz parte da rotina do local.

“É sempre bom buscar o novo, ver uma apresentação cultural após um longo dia de trabalho ajuda a aliviar a mente. Espero que nossa região tenha mais opções a fim de dar momentos felizes para nós moradores”, conclui João Ricardo.

De acordo com Chica Silva, diretora do Balé da Cidade, nessa segunda etapa estão incluídas 15 apresentações nos mais diversos bairros de Teresina. Segundo ela, o projeto foi uma das alternativas para retornar de forma gradativa às apresentações públicas da companhia.

“Essa foi a forma de aproximar o Balé da Cidade do público de forma segura. Na primeira temporada transmitimos diariamente nossas performances pelo nosso Instagram, dessa vez são duas apresentações semanais que estreiam no nosso canal no YouTube”, explica Chica Silva, diretora da Companhia.

Sobre a Companhia

O Balé da Cidade de Teresina é uma companhia pública de Dança Contemporânea que atua há 28 anos no cenário artístico local e nacional, contribuindo com o desenvolvimento e difusão da dança piauiense. Vem aproximando a dança da cidade através da sua atuação em diferentes ações, como temporadas de apresentações, conversas e formação continuada.

Com 18 integrantes, a companhia é mantida pela Prefeitura Municipal de Teresina, através de um contrato de gestão entre a Fundação Cultural Monsenhor Chaves e a Organização Social de Utilidade Pública Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina.