Casa da Cultura receberá exposição de arte Minhas Vivências

A Casa da Cultura, que nos últimos meses recebeu mais de seis exposições abordando não só a cultura local, mas também a mundial, receberá a exposição de arte Minhas Vivências, do artista plástico piauiense, Herbert Veras. A vernissage, abertura da exposição, ocorrerá no dia 20 de abril, às 18 horas e contará com a participação da Orquestra de Violões de Teresina, como uma forma de abrilhantar ainda mais o evento, e ainda atrelar música e arte teresinense.

Para Herbert Veras, artista plástico, aproveitar o espaço da Casa da Cultura para expor suas obras de artes é aproximar a cultura da população. Segundo ele, as temáticas utilizadas nas suas obras são sobre anatomia humana com sensualidade, ligada a curvas e movimentos.

“É importante apresentar ao público obras sobre vivências locais dos nossos artistas teresinenses. A Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, vem apoiando essas iniciativas, fazendo com que os artistas locais sejam mais valorizados”, conta Herbert Veras.

A exposição Minhas Vivências ficará disponível à população até o início do próximo mês na nova Casa da Cultura, localizada na Rua Elizeu Martins, esquina com 7 de setembro, número 1426, em frente à praça João Luís Ferreira – Centro/Norte.

O artista, Herbert Veras começou a sua carreira artística participando de várias exposições coletivas, duas organizadas pela PRODART (Salão de Arte Santeira) pelo qual foi premiado como o 3º lugar na segunda edição do salão, participou também das exposições coletivas promovidas pelo CA de Artes visuais (Prato Cheio com Arte) quando ainda cursava artes visuais na UFPI, entre outros trabalhos.

Informações para visitantes

Taxa de serviço: R$: 2,00 por pessoa

Agendamento de visitação: (86) 99402-5428 – telefone ou (86) 98864-2231 – WhatsApp

Espetáculo Paixão de Cristo terá três apresentações em Teresina

Atuando há seis anos com o espetáculo Paixão de Cristo, os atores do Grupo Ato de Teatro, nascido no Bairro Lourival Parente, na zona Sul de Teresina, se prepara para mais uma temporada de apresentações públicas, desta vez em três pontos da capital. Por conta das medidas restritivas, tomado devido momento pandêmico, nesta temporada o grupo fará apresentações reduzidas com apenas 70 atores e figurantes, as apresentações ocorrerão de forma gratuita na zona Sul e Norte.

O espetáculo relata a vida, a paixão, a morte e a ressurreição de Jesus Cristo por meio de diversos elementos técnicos que envolvem as artes do teatro, do circo e da música. Para a organização, é um momento para relembrar a história daquele que morreu na cruz para salvar a humanidade, é um momento de fé, um momento para aquietar e aliviar a mente, que tanto foi abalada por conta dos últimos acontecimentos.

Adriana Smith, que faz parte da produção do Grupo Ato de Teatro, conta que para o grupo, esse retorno está sendo bem proveitoso, pois por conta da pandemia, os atores tiveram que largar os ensaios e apresentações. Ela fala ainda que o apoio da Prefeitura de Teresina, foi fundamental para que este ano o espetáculo seja realizado em mais espaços, dando mais oportunidades aos teresinenses que desejam assistir às apresentações.

“Já temos o costume de se apresentar percorrendo as ruas do Bairro Lourival Parente, geralmente nossa equipe conta com duzentos participantes, porém reduzimos esse número para seguir as normas sanitárias. Este ano vamos atuar mostrando ao público cenas que lembram a via crucis, orações dos Montes das Oliveiras, Jesus no Tribunal, Jesus na frente de Pôncio Pilatos, Jesus a caminho do calvário, crucificação e ascensão de jesus”, conta Adriana Smith, afirmando ainda que este ano o espetáculo contará com a participação de dez intérpretes de libras.

O espetáculo Paixão de Cristo é uma realização do Grupo Ato de Teatro, tem direção de Dilcon Carvalho, produção de Adriana Smith e direção de Marina Marques, sendo que o mesmo conta com apoio da Prefeitura de Teresina (PMT), através das ações desenvolvidas pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC). Para saber mais sobre esse ou outros eventos realizados ou apoiados pela gestão municipal, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página @cultura_the no Instagram.

VEJA A PROGRAMAÇÃO

Lagoas do Norte

Dia 06/04 – 19h00

Mocambinho – Praça da Telemar

Dia 07/04 – 19h00

NOVA CEASA

Dia 10/04 – 18h00

Orquestra Sanfônica de Teresina fará concerto no Palácio da Música

Na próxima quinta-feira (07/04), será a vez da Orquestra Sanfônica de Teresina (OSTHE), com seus 18 integrantes retornarem aos palcos com suas apresentações públicas pela capital. Com um concerto que pretende emocionar os amantes do som que sai de uma sanfona, os membros da OSTHE prepararam um amplo repertório para comemorar esse retorno.

Para o maestro Ivan Silva, este será um retorno marcado por muitas emoções, isso por conta da orquestra ter passado quase dois anos sem realizar apresentações com público, público este que dá mais gás para que os sanfoneiros continuem a manter viva essa tradição nordestina. Ele conta ainda que este retorno também mexe com o emocional dos integrantes da OSTHE, pois mesmo sabendo que a internet aproxima as pessoas, um concerto onde o público não está na plateia, oferecendo calor humano, não tem a mesma emoção.

“Ao longo destes dois anos participamos de ensaios, apresentações virtuais e outras pequenas apresentações por diversos pontos da cidade, foi uma experiência nova que tivemos que viver por conta do momento pandêmico. Agora, vamos aos poucos retornando nossas atividades com o público presente, por isso esperamos que os teresinenses compareçam ao nosso concerto, para que juntos possamos fazer uma bela festa”, conta o maestro Ivan Silva.

O concerto da Orquestra Sanfônica de Teresina ocorre nesta quinta-feira (07/04), às 19h, no Palácio da Música, que fica localizado na Rua Santa Luzia, 1241 – Centro/Sul. A entrada do concerto é gratuita, devendo o público fazer o uso de máscara de proteção e atender todas as outras medidas de proteção exigidas pelos órgãos de saúde.

A Orquestra Sanfônica de Teresina comemora neste ano, 09 anos de existência, a mesma é um projeto cultural desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC). Para mais informações sobre este projeto, bem como os demais projetos realizados pela gestão municipal na área da cultura, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página @cultura_the no Instagram.

Orquestra Sinfônica de Teresina realizará concertos no Centro de Convenções

A temporada de 2022 da Orquestra Sinfônica de Teresina foi aberta no dia 24 de março com um concerto trailer no Sesc Cultural. Dando seguimento a agenda de concertos, a OST se apresentará no próximo dia 03 de abril no Teatro do Centro de Convenções de Teresina (CCT), a partir das 20h, dentro da agenda de eventos preparada para o mês de abril.

O espetáculo, construído para essa performance, reunirá as melhores apresentações já realizadas pela orquestra e estará sob a regência do maestro e diretor, Aurélio Melo. Para o maestro, o retorno dos concertos está sendo bem aceito pelos músicos e também pela população teresinense.

“Este será um concerto especial, vamos trazer uma mistura de ritmos e vozes junto com nossos instrumentos. Uma mistura bem bacana que temos certeza que agradará o público”, reforça o maestro Aurélio Melo.

Para viver esta experiência é necessário adquirir o ingresso que já está à venda nas Lojas da Kalor Produções (Riverside e Shopping Rio Poty) ou no site Ingresse.com (ingressos online). Estão disponíveis três espaços: Plateia A, Plateia B e Mezanino; com valores que variam entre R$ 30,00 (meia) e R$ 80,00 (inteira).

A Orquestra Sinfônica de Teresina realiza um forte trabalho de popularização da música erudita através da execução de canções populares, é mantida pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, isso com a finalidade de desenvolver um trabalho artístico-educacional, promovendo apresentações em teatros, colégios e praças.

Projeto Vem Para o Teatro reuniu artistas e o povo nos teatros municipais

Encerrou no domingo (27/03), a primeira edição do Projeto Vem Para o Teatro, evento que teve como objetivo apoiar os artistas locais e ainda gerar opções culturais para a população teresinense. O projeto foi realizado simultaneamente no Teatro João Paulo II, que fica na zona Sudeste, e também no Teatro do Boi, situado na zona Norte da capital.

Durante dois dias, mais de 20 artistas se apresentaram para o público que compareceu às casas de espetáculos, marcando o retorno das atividades culturais com um maior público, isso após quase dois anos seguindo normas mais rígidas por conta da pandemia do coronavírus. De acordo com dados repassados pelas direções das duas casas, mais de 2 mil pessoas prestigiaram o evento, que agora fará parte do calendário cultural do município.

De acordo com Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), o projeto foi realizado após determinação do prefeito Dr. Pessoa, que quer uma proximidade maior do povo com as casas de cultura do município. Para o presidente, a atividade foi considerada um sucesso, já que foi bem abraçada pela população teresinense.

“Devido ao sucesso, já orientamos nossos técnicos a viabilizarem a segunda edição do Projeto Vem Para o Teatro, tudo feito com contratação de artistas locais, movimentando a economia e ainda o cenário cultural, que tanto foi afetado por conta das medidas de isolamento social”, confirma Ênio Portela.

A diarista Manoela Silva, esteve com os netos em uma das apresentações realizadas no Teatro do Boi, ela conta que há anos não visitava o teatro e que viu no projeto a oportunidade de mostrar para os netos um pouco da cultura de Teresina. Ela afirma ainda que a gestão municipal está acertando ao apoiar os artistas da cidade, principalmente aqueles que moram na zona Norte.

“Fiquei feliz ao chegar aqui e ver os talentos da minha região se apresentando no palco, isso deixa a gente com esperanças de que a cultura possa ajudar a tirar muitos dos jovens do caminho da criminalidade”, conta Manoela Silva.

A artista Hulda Lopes, do Estúdio Dança Arte 2, foi uma das atrações do Teatro João Paulo II, para ela a proposta da Prefeitura de Teresina foi bem aceita pelo meio artístico, visto aos problemas causados pela pandemia, onde a classe foi a primeira a ser afetada com as mudanças. Ela conta que está torcendo para que outras oportunidades sejam oferecidas aos artistas, isso a fim de garantir o apoio necessário para que o artista possa continuar divulgando sua arte.

“Dentro do projeto foi comemorado o Dia do Circo e ainda o Dia do Teatro, isso fez com que fosse criada várias oportunidades para os artistas das mais diversas áreas. Queria aqui parabenizar ao município por ter oferecido essa oportunidade e dizer que o grupo a qual ela faz parte, sempre estará a disposição para participar de iniciativas que visem valorizar a arte”, conta Hulda Lopes.

Para mais informações sobre as ações realizadas pela Prefeitura de Teresina na área da cultura, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. As informações também podem ser acessadas no instagram @cultura_the.

VEJA MAIS FOTOS!

 

 

Após 15 anos, Teresina volta a sediar um dos maiores encontros regionais de biblioteconomia

Iniciou ontem (21), e segue até a próxima sexta-feira (25), a XXV edição do “Encontro Regional dos Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Gestão e Ciência da Informação da Região Norte e Nordeste – EREBD”, evento organizado pelos alunos e professores da Universidade Estadual do Piauí e que conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC). Por conta da pandemia do coronavírus, este ano os organizadores do EREBD priorizaram a realização do evento de forma remota, isso para garantir a segurança dos participantes, principalmente daqueles que ainda não se sentem confortáveis em participar de atividades em ambientes fechados.

De acordo com Mateus Moreira, membro da Comissão Organizadora Geral e estudante de Biblioteconomia, o evento tem como objetivo promover a integração, troca de experiências entre pesquisadores, professores, alunos e debater o tema central “O protagonismo do profissional da informação no séc. XXI: Tempos de luta e resistência”. Para ele, é preciso que os profissionais dessa área ocupem cada vez mais o espaço e que para isso, o ideal é a troca de experiências, e a busca constante de aprendizado.

“A importância desse evento é o compartilhar, o aprender e o poder de conhecer, ainda que remotamente, os diversos alunos de biblioteconomia de outros estados, como também a demonstração de interesse de participação de estudantes de outros países, mostra que Teresina vem seguindo no caminho certo, quanto a busca pela valorização pelo bibliotecários”, conta Mateus Moreira, afirmando que após 15 anos, Teresina, volta a sediar o EREBD.

Segundo Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, o prefeito Dr. Pessoa vem buscando meios para aumentar o número de profissionais de biblioteconomia nas bibliotecas públicas de Teresina, inclusive abrindo espaço para estudantes realizarem estágios nas casas de estudo espalhadas pela cidade. Ainda de acordo com o gestor, Teresina vem se destacando a respeito desse tema e que por isso a FMC vem garantindo apoio para a realização do EREBD.

“A Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves é o órgão público municipal responsável pelas bibliotecas públicas pertencentes ao município, por isso fizemos questão de parabenizar essa atividade que só engrandece a capital piauiense. Além do apoio, também disponibilizamos uma apresentação da Orquestra Sinfônica de Teresina, a fim de mostrar para os participantes de outros locais, um pouco da nossa cultura”, conta Ênio Portela.

O encerramento do EREBD, ocorrerá no próximo dia 25/03, às 19h30, no palácio da Música, isso com uma noite repleta de premiações e que contará com alguns convidados de forma presencial, como professores do curso e profissionais da área. Parte da programação está sendo transmitida pelo canal CABIBLIO UESPI no YouTube, que é gerenciado pela comissão organizadora do evento.

Galeria do Mercado Central abre nova exposição com pinturas do cotidiano

Retratar o cotidiano de uma sociedade faz parte da arte, é uma forma de manter viva a história de pessoas que constroem a cultura e seus espaços. A Galeria de Artes do Mercado Central, que funciona no Centro de Teresina, abre espaço para a nova exposição “Amor e Feira” – 2ª edição, trazendo pinturas e fotos daqueles que se dedicam ao fortalecimento do Mercado Central de Teresina.

Thaysa Ravena, conhecida artisticamente como Mãos Robóticas, faz parte do grupo de artistas da Galeria do Mercado Central, de acordo com ela, a exposição busca atrair todos os públicos da sociedade teresinense, mas também receber trabalhadores do próprio mercado. Ela conta ainda que essas pessoas estão todos os dias no local, vivenciam diariamente a rotina, além estarem sendo representadas na exposição Amor e Feira.

“Essa iniciativa é muito importante, traz uma aproximação maior com o mercado, com as pessoas. Quando estávamos produzindo, os trabalhadores vinham olhar, tirar fotos”, frisou Thaysa Ravena, fazendo questão de demonstrar a sua felicidade por está retratando a vida de pessoas que ao longo dos anos vem se dedicando ao mercado.

De acordo com o diretor da Galeria de Artes Visuais do Mercado Central, Guga Carvalho, a nova exposição é muito atrativa e segundo ele, é uma oportunidade da população ter contato com artistas locais, que trabalham na galeria e com os funcionários do mercado.

“A exposição será exibida todo o mês de março de 2022, a visitação é gratuita e funciona de 10h às 16h de segunda à sexta e aos sábados de 10h às 13h00. É mais uma opção para conhecer um pouco da história e da cultura do nosso povo”, conta Guga Carvalho.

A Galeria de Artes do Mercado Central, é um espaço cultural mantido com recursos da Prefeitura de Teresina (PMT), através das ações da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC). A agenda de atividades do espaço pode ser acessada pelo site cultura.pmt.pi.gov.br ou pelo instagram @cultura_the.

Campanha uniu o samba com a solidariedade no Hemopi

Foi em ritmo de samba, que na manhã desta sexta-feira (25), dezenas de pessoas estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí – Hemopi, para participar da campanha “Sou sambista sangue bom”, promovida pelo Movimento Piauí Samba, em parceria com a Prefeitura de Teresina e a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Até o meio-dia, 70 doadores já haviam passado pelo hemocentro, que segue recebendo os doadores até o final da tarde, isso para aumentar a disponibilidade de bolsas de sangue no estoque.

A campanha promovida pelos sambistas já acontece na cidade há oito anos, sempre tendo a população teresinense como aliada nessa corrente do bem, que vem ajudando a salvar vidas. Para Robert Robert Gleydson, do Movimento Piauí Samba, essa edição teve um gostinho especial, pois por conta das medidas de isolamento, há um bom tempo, parte da população não tinha acesso a esse contato direto com o samba.

“Essa campanha surgiu através dos nossos amigos que viram a necessidade de ajudar o Hemopi. Para a equipe, é muito gratificante se apresentar em um evento solidário, ainda mais sabendo que essa atitude irá compartilhar amor ao próximo”, conta Robert Gleydson, enfatizando ainda que por conta da não realização das atividades carnavalescas, esse ano a campanha foi uma oportunidade para levar o melhor do samba para a população.

Hemopi comemora os resultados

Suzane Rocha, do Supervisora de Captação de Doadores do Hemopi, conta que a campanha é importante porque acaba atraindo os doadores até o hemocentro, fazendo com que o banco de sangue tenha estoque suficiente para atender as demandas. Ela comenta ainda que neste período do carnaval, mesmo com o momento pandêmico, aumenta os casos onde as pessoas precisam de sangue, por isso o Hemopi vem intensificando as coletas internas e externas.

“Temos hoje um estoque razoável, porém iremos continuar recolhendo as doações regularmente, a fim de não deixar nosso estoque com baixa quantidade de bolsas. Para garantir que os doadores possam ter opções neste feriado, estaremos funcionando normalmente”, garante Suzane Rocha.

Doa faz bem

O estudante Welton Sousa, 26 anos, diz que ficou sabendo da campanha pelas redes sociais, e como já é doador regular, resolveu participar da campanha. Para o estudante, ser doador é algo gratificante, um ato que deveria ser seguido por todos.

“Já tive na família casos de pessoas que precisaram receber doação de sangue e por isso, tento me colocar no lugar daquelas pessoas que estão em um leito de hospital precisando dessa nossa solidariedade. A doação é bem rápida, não doe, e ainda me ajuda a me sentir bem, pois sei que em algum lugar, vai ter uma vida salva graças a minha atitude”, finaliza Welton Sousa.

Cultura e solidariedade

Desde janeiro deste ano, a Fundação Municipal de Cultura vem fazendo parcerias a fim de ajudar com campanhas que tenham como intuito ajudar ao próximo. De acordo com Ênio Portela, presidente da fundação, já foram feitas inúmeras campanhas para receber alimentos, roupas e brinquedos e que agora chegou a vez de ajudar o Hemopi, oferecendo apoio para que o hemocentro possa atrair mais doadores.

“A pedido do prefeito Dr. Pessoa, temos aumentado o número de parcerias com atividades que tenham como intuito ajudar ao próximo. Hoje, atendemos ao pedido do Movimento Piauí Samba, porém ao longo do ano estaremos abertos a novas parcerias”, conta Ênio Portela.

Como doar no Carnaval

Durante o período carnavalesco o Hemopi estará funcionando para atender aqueles que querem ajudar a salvar vidas. Nos feriados o hemocentro estará funcionando das 07h às 17h, nos demais dias, estará aberto das 07h15 às 18h.

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí fica localizado na Rua 1° de Maio, 235, bairro Centro. O Hemopi também disponibiliza os telefones 3221-4989 e 3221-8319 para que os doadores possam buscar mais informações antes de fazer a doação.

Sambistas de Teresina irão realizar show solidário no Hemopi

Na próxima sexta-feira (25/02), ocorrerá a campanha “Sou sambista sangue bom”, evento realizado pelo movimento cultural Piauí Samba em parceria com a Prefeitura de Teresina e a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC). A campanha tem como objetivo coletar bolsas de sangue para ajudar a reforçar o estoque do hemocentro, como também levar alegria para as pessoas através do samba.

Segundo Celene Fernandes, gerente de promoção cultural da FMC, a campanha tem uma grande importância para a saúde pública local, já que segundo ela, o hemocentro sempre precisa dessas doações. Ainda de acordo com a gerente, atrelar esse ato solidário à cultura, torna o evento ainda mais relevante.

“Atendendo a um pedido do prefeito Dr. Pessoa, a FMC tem feito inúmeras parcerias para o bem de Teresina, como por exemplo a campanha para receber alimentos que são doados para famílias carentes afetadas pelas enchentes. Agora junto com o Piauí Samba e o Hemopi, vamos ajudar a salvar vidas”, conta Celene Fernandes.

O evento contará com atrações culturais como Movimento Piauí Samba e Robert Gleydson, Bola, Betão, Jr Trezeguet, Juvenal DD, Duo de Saxofone, Irmãos Fidélis e muitos convidados. Além do samba, ocorrerão rodas de poesias e a população também poderá fazer doações de livros .

Para Robert Gleydson, diretor do Movimento Piauí Samba, o samba mexe com a parte emocional do ser humano e as pessoas vão se sentir atraídas pelo ritmo frenético, pela batucada, pelo momento que é de carnaval, o samba tem um papel social e nessa campanha não será diferente. Ele afirma ainda que no atual cenário, os artistas também carregam a responsabilidade de ajudar o próximo.

“Já que não terá folia, uma das ideias da campanha é levar alegria aos doadores. Com o apoio da Fundação Monsenhor Chaves tudo isso será possível. Sempre somos bem recebidos por onde passamos, por isso chegou a hora de retribuir todo o carinho que recebemos da população teresinense”, frisou Robert Gleydson.

A campanha “Sou sambista sangue bom” inicia às 08h e seguirá até o meio-dia, no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí, que fica localizado na Rua 1° de Maio, 235, bairro Centro.

CRITÉRIOS PARA DOAR

Ter idade entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos devem possuir consentimento formal do responsável legal);

Pesar no mínimo 50 kg;

Estar alimentado. Não ingerir alimentos gordurosos antes da doação;

Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;

Apresentar documento de identificação com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista e Carteira Profissional emitida por classe), serão aceitos alguns documentos digitais com foto.

Cultura: aulas do curso de Marketing Digital para Artistas iniciam hoje em novo local

A Prefeitura de Teresina, por meio de uma parceria entre a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves e a Associação Maria do Amparo (AACEMA), divulga, divulga a lista dos alunos com inscrições deferidas. Ao todo são 50 profissionais do setor artístico-cultural que irão frequentar ter acesso ao curso que é oferecido de forma gratuita.

Segundo Eriton Silva, superintendente executivo da FMC, o objetivo do curso é oferecer aos artistas teresinenses a oportunidade para terem uma melhor experiência com as ferramentas digitais, que hoje são bem importantes para quem deseja divulgar um trabalho artístico. Eriton Silva lembra ainda que através do curso, os artistas poderão empreender tendo principalmente as novas tecnologias como aliadas.

“O curso tem uma carga horária de 120 horas e envolve conhecimentos sobre mídias sociais, criação, planejamento e produção de conteúdo em vídeos e análise de métricas, uma ótima oportunidade para quem quer se destacar no disputado mercado cultural”, conta Eriton Silva.

Mudança de local

As aulas ocorrem presencialmente a partir da próxima segunda-feira (14), a partir das 14 horas, no auditório José Alves Filho (Prédio do Senac Piauí – Unidade Miguel Sady), que fica na avenida Barroso, nº 1111, no centro de Teresina.

Protocolos de Segurança

A orientação é de que no dia 14 de fevereiro, os alunos cheguem com antecedência e apresentem portando documento com foto e passaporte de vacinação, seguindo o uso de máscara, conforme os protocolos de segurança.

Há uma lista com nomes também deferidos que estão no cadastro reserva. Em casos de desistências, serão chamados.

Confira a lista dos inscritos que irão fazer parte da primeira turma:

AIVLIS MARIA DOS SANTOS AMORIM

ALEX RODRIGUES DIAS

ANA CLAUDIA DUARTE DE ALMEIDA

ANA PAULA DE SOUZA COSTA DE ARAÚJO

ANTONIO CARLOS OLIVEIRA SOUSA

ARIANNE CAMILO DA SILVEIRA PIRAJA

ARNOLD JORDAN ALVES DE MACEDO

CESAR AUGUSTO DA SILVA

DANIELLE BASTOS DA SILVA

EDNA SOUSA DE CARVALHO

ELIEL GOMES FONTENELE

FÁBIO TELES

FILIPI SOUSA SILVA

FRANCISCA GOMES MARTINS

GILBERTO NUNES DE SOUSA JÚNIOR

GUSTAVO CIPRIANO DE SOUZA SANTOS

HEDIVANA RIBEIRO SILVA

HENRIQUE SOUSA SILVA

ITALO LOURHAN CARDOSO BARBOSA

JAIRO CEZAR SHERLOCK DE CASTRO ARAÚJO

JAMILLY REIS DA SILVA

JESSICA GOMES

JIMMY CHARLES DA SILVA GOMES

JOÃO GABRIEL MONTEIRO PESSOA

JOAO VICTOR BARBOSA DE MACEDO

JOÃO VICTOR CARVALHO

JOEL DOUGLAS DE SOUSA ABREU

JOSÉ RAULINO CASTELO BRANCO NETO

JÚLIO CÉSAR DA PAZ PINHEIRO

KELLY ANDREA LUSTOSA DOS SANTOS

LAIANE DA SILVA RIBEIRO

LEANDRO DE PAULA ALVES DA SILVA

MARCELA SOARES RODRIGUES

MARCOS ANTONIO DOS SANTOS SILVA

MARIA FERNANDA MARQUES VANDERLEI

MARIA VITÓRIA DE ARAÚJO OLIVEIRA

MAYKON DOS SANTOS NASCIMENTO

MELKA LETÍCIA DE SOUSA MONTEIRO

PAULO PEREIRA GOUDINHO

PEDRO AUGUSTO DOS SANTOS DE OLIVEIRA

PEDRO VINICIUS CUNHA

POLIANA SEPÚLVEDA CAVALCANTI

RAIELLY ARAÚJO SILVA

RAVEL DE SOUSA RODRIGUES

REGINA VENERANDA DE CARVALHO

RICHARD HENRIQUE FÉLIX DA CRUZ

ROBERVAL BORGES DE MORAES FILHO

SÉRGIO GABRIEL CAVALCANTE MATOS

SIDELMONIO ALVES RIBEIRO

TERESINHA FORTES E SILVA