Orquestra Sinfônica de Teresina irá se apresentar no bairro Macaúba

Os 65 músicos deixam o ensaio tradicional, que ocorre no Palácio da Música e ensaiam em espaços públicos Fotos(Ascom/FMC)

Com seus músicos tocando belas canções, a Orquestra Sinfônica de Teresina (OST) segue com sua programação se apresentando em diversas regiões da capital levando ao público o melhor da música clássica. As apresentações fazem parte do Projeto Sinfonia nos Bairros, que nesta sexta-feira (13), a partir das 17h, estará no Parque Ambiental do bairro Macaúba, na zona Sul da cidade.

Segundo David Danilin, spalla da Orquestra Sinfônica, neste modelo, os 65 músicos deixam o ensaio tradicional, que ocorre no Palácio da Música e ensaiam em espaços públicos, tendo uma maior interação com o público, em especial com aqueles que geralmente não tiveram a oportunidade de assistir a um concerto. David explica que o projeto já faz parte do calendário da OST, e que agora, com o reajuste dado pelo prefeito Dr. Pessoa, a orquestra deverá ampliar suas apresentações.

“Com esse reajuste que recebemos, projetos como o Sinfonia nos Bairros ocorrerão com mais frequência. Espero que os moradores da Macaúba e bairros vizinhos compareçam ao parque para prestigiar nosso ensaio, pois tenho a certeza que quem for sairá encantado”, conta David Danilin, afirmando ainda que a zona Rural de Teresina também será beneficiada com apresentações.

A Orquestra Sinfônica de Teresina (OST) é um projeto mantido com recursos públicos da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) e Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC). Além dos concertos e ensaios abertos ao público, a OST  também atua na formação de novos profissionais, oferecendo cursos nos teatros municipais e no Palácio da Música.

Para mais informações sobre a OST e demais projetos culturais mantidos pelo poder público municipal, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. Parte dessas informações também estão disponível na página @cultura_the no Instagram.

Sinfonia nos Bairros: projeto leva cultura para bairros de Teresina

O projeto “Sinfonia nos Bairros” existe desde 2011 e chegou a sua segunda apresentação de 2021, desta vez, na Praça Cultural do Dirceu, na zona Sudeste de Teresina. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de Teresina (PMT), por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) e da Orquestra Sinfônica de Teresina, que volta a realizar seus ensaios em espaços públicos.

O pedreiro Francisco Sousa, que reside no residencial Boa Esperança, também na zona Sudeste, conta que voltava para casa de bicicleta, depois de uma longa jornada de trabalho e, ao passar pela praça, se deparou com a apresentação e resolveu parar para acompanhar o trabalho dos músicos. Francisco fala também que a gestão municipal está de parabéns, pois, segundo ele, foi a primeira vez que ele assistiu a uma apresentação da Orquestra Sinfônica de Teresina.

“Não é todo dia que a gente vê algo assim nessa praça, ainda mais agora neste período de pandemia, onde se quer podemos nos reunir com familiares. Nós, que não dispomos de boas condições financeiras, não temos como ir para teatros ou casas de shows, por isso, parabenizo os idealizadores dessa ação”, comenta Francisco Sousa, afirmando ainda que, após assistir a apresentação chegará em casa com a mente mais tranquila.

Scheyvan Lima esteve na apresentação e falou aos presentes sobre o projeto.

De acordo com Scheyvan Lima, presidente da FMC, o projeto tem como objetivo levar os instrumentos de cultura do município para as regiões periféricas da capital, a fim proporcionar oportunidades de acesso à cultura de forma igualitária. Para ele, a cultura mais perto do povo abre portas, pois crianças e adolescentes se apaixonam e começam a buscar opções de profissionalização nessa área, contribuindo diretamente com a redução da criminalidade nas comunidades.

“A região do Dirceu foi a segunda a receber esse projeto em 2021, nossa intenção é levá-lo para as comunidades urbanas e rurais em todas as zonas da cidade. A população carente de Teresina também tem o direito de ter acesso a esse tipo de apresentação, que geralmente só ocorre nas grandes casas de espetáculos, fato que, para início, já exclui parte da população teresinense”, comenta Scheyvan Lima, enfatizando ainda que a descentralização das atividades culturais vai de encontro com uma determinação do prefeito Dr. Pessoa que quer a cultura mais perto do povo, principalmente os mais carentes.

 

Noite de emoções

Engana-se quem acha que o ensaio/apresentação emocionou apenas o pequeno público que passou pela Praça Cultural do Dirceu, o maestro Aurélio Melo, que comanda a Orquestra Sinfônica de Teresina, falou de forma emocionada sobre o retorno de apresentações para o público presente.

Emocionado, o maestro Aurélio Melo falou sobre a importância de aproximar o povo a estes projetos.

Ele relatou que ficou impressionado com as pessoas que pararam e assistiram atentas ao ensaio da sinfônica que tocou músicas clássicas que geralmente não tocam nas rádios.

“Mesmo como forma de ensaio, fiquei muito satisfeito com o resultado dessa apresentação no bairro Dirceu, o povo de Teresina precisa realmente de ter acesso a esse tipo de música e isso ficou comprovado na noite de ontem”, afirma o maestro Aurélio Melo.

As apresentações do “Sinfonia nos Bairros” geralmente ocorrem uma vez por mês, sempre sem aviso prévio para que não se gerem grandes aglomerações. Para mais informações sobre as ações municipais na área da cultura, basta acessar o site cultura.teresina.pi.gov.br.

Sinfonia nos bairros marca presença na Ponte Estaiada neste domingo (06)

O complexo turístico da Ponte Estaiada de Teresina tem se firmado como um grande polo cultural e de entretenimento, atraindo a presença dos cidadãos em busca de programações de alto nível. Portanto, o local não poderia passar despercebido pelo projeto Sinfonia nos Bairros, da Orquestra Sinfônica de Teresina, que se apresenta no local neste domingo (06), às 17h30, gratuitamente à população.
A Ponte Estaiada Mestre João Isidoro França foi projetada para as comemorações dos 150 anos de Teresina, inaugurada em março de 2010, e hoje é um dos mais importantes pontos turísticos da capital, facilitando o deslocamento entre as regiões central e leste da cidade, sobre o Rio Poti. Seu nome foi em homenagem ao primeiro mestre de obras de Teresina, João Isidoro França, que em 1848, foi fundamental para a criação da Vila Nova do Poti, primeiro nome de Teresina.
Desde 2011, a Orquestra Sinfônica de Teresina se propõe a levar a música erudita ao povo onde ele está, de forma gratuita, se apresentando na zona rural ou urbana da cidade, como parte das atividades educativo-culturais que realiza. O objetivo do projeto é proporcionar a um público de todas as idades, a apreciação da música clássica. Dessa forma, o repertório dos concertos é elaborado de forma a mostrar às pessoas um pouco da música de grandes compositores eruditos, como Mozart e Beethoven, mas é mesclado com arranjos especiais de canções populares e hinos religiosos.
A OST é mantida pela Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina com a ajuda da Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Desde a sua criação, em 1993, a Orquestra se propõe a dar um tratamento sinfônico à música popular brasileira, tendo a primazia de transpor as melodias de grandes compositores populares para a grandiosidade do som sinfônico, com a finalidade de desenvolver um trabalho artístico-educacional, promovendo apresentações em teatros, colégios e praças.