Projeto Vem pro Teatro reunirá diversos artistas de Teresina

Artistas teresinenses estarão participando do Projeto Vem pro Teatro, que acontece, no próximo sábado (26) e no domingo (27), no Teatro João Paulo II, na zona Sudeste e no Teatro do Boi, localizado na zona Norte de Teresina. De forma gratuita, o projeto visa aproximar ainda mais a população das casas de espetáculos, que por dois anos estiveram com suas portas fechadas por conta das restrições exigidas devido ao momento pandêmico.

Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), conta que as casas de espetáculos foram as primeiras a serem afetadas com as restrições e que agora, com a flexibilização de algumas medidas sanitárias, a Prefeitura de Teresina pretende retomar a movimentação desses espaços. Para o presidente, essas medidas além de oferecer opções culturais para a população, também servirão para valorizar o artista local dando a eles oportunidades de gerarem renda às suas famílias.

“Este retorno é motivo para comemorar passamos muito tempo sem vivenciar espetáculos nos teatros, nas nossas casas. O prefeito Dr. Pessoa é um grande entusiasta da cultura teresinense, e já nos pediu um plano de retorno gradual das atividades nos teatros, bem como a realização de eventos em comunidades urbanas e rurais, isso a fim de oferecer cultura de forma igualitária para todos os municípios”, comenta Ênio Portela.

André Veras e o Forró Alazão estão entre as atrações

Para o cantor André Veras, um dos artistas que irão se apresentar no Vem pro Teatro, o apoio da Prefeitura de Teresina neste momento é muito importante para o artista local, principalmente para aqueles que vivem apenas da cultura. Para o cantor, essa vai ser uma oportunidade para os artistas voltarem a se aproximar do público, além de dar mais visibilidade ao nosso trabalho.

“Fico muito feliz por ter sido chamado para participar desse evento, ainda mais sabendo que é algo que valoriza o trabalho do artista da terra, aquele que nasceu aqui e que tanto luta para divulgar a sua arte. Espero a presença de todos vai ser uma festa bonita, uma oportunidade de reencontro”, conta André Veras.

Este retorno das atividades nos teatros contará com mais de 20 atrações abordando todos os públicos, desde o infantil com os palhaços Bolim & Bolão até o adulto com Janaina & Banda e ainda André Veras e Forró Alazão.

Veja a programação:

Sábado (26)

Teatro do Boi

17H – SHOW INFANTIL – BOLIM & BOLÃO
17:40H – CORPO DE BAILE DO TEATRO DO BOI
18H – ESPETÁCULO INFANTIL – JOÃO TRANCOSO
19H – GRUPO DE DANÇA
20H – SHOW MUSICAL – JANAINA & BANDA

Teatro João Paulo II

17H – ESPETÁCULO INFANTIL : O SAPO SEVERINO
18H – CIA. DANÇA EFICIENTE : ESPETÁCULO PLENITUDE
18:20H – GRUPO DE CULTURA AFRO AFOXÁ : “DAI-ME LICENÇA”
18:50H – GRUPO OPEQ: ESPETÁCULO – LENDÁRIO PIAUIENSE
19:30H – GRUPO DANÇAS QUE TEMOS FEITO: ESPETÁCULO – PIAUIENSE SAMURAI
20H – GRUPO THE FLAVOR BATLE : ESPETÁCULO – DANÇA URBANA
20:30H – SHOW MUSICAL: JAMILLY REIS IN TRIO
16H ÀS 22H – ARTE FEIRA DO TEATRO JOÃO PAULO II

Domingo (27)

Teatro do Boi

17:30H – CIA. TALISMAN DE CIRCO
18H – TRUPE EQUILIBRISTA: BOTANDO SENTIDO
18:40H – GRUPO DE DANÇA
19H – TRUPE DE PONTA CABEÇA – ALÉM DA LONA
19:40H – SHOW DE HUMOR – JACKSTÊNIO
20:10H – SHOW DE HUMOR – KATIA PICOLÉ
20:40H – SHOW MUSICAL – MACHADO JR & BANDA

Teatro João Paulo II
17:30H – MÁGICO ZARON
18:20H – KARLA SOUSA: ESPETÁCULO DE DANÇA – VIAGEM NO CORPO BARCO
19H – GRUPO ARTE 2: ESPETÁCULO DE DANÇA “POSE”
19:40H – GRUPO MUVUCA THE: DANÇA URBANA
20H – SHOW MUSICAL : ANDRÉ VERAS E FORRÓ ALAZÃO
16H ÀS 22H – ARTE FEIRA DO TEATRO JOÃO PAULO II

 

Museu de Arte Sacra Dom Paulo Libório faz parceria com o Curso de Moda, Design e Estilismo da UFPI

Buscando a promoção de atividades interdisciplinares que possibilitem o registro e a catalogação das indumentárias e dos têxteis em fichas técnicas para a manutenção da cultura, memória e patrimônio, o Museu Municipal de Arte Sacra Dom Paulo Libório firma parceria com o Curso de Moda, Design e Estilismo da Universidade Federal do Piauí (UFPI). O projeto visa colocar em fichas técnicas todo o acervo têxtil do museu, a descrição das peças, como foram feitas, suas cores, símbolos, bordados, tecidos, pinturas, bem como todos os demais detalhes.

Para Fernanda Fernandes, diretora do museu, a atividade é de extrema importância para a preservação do acervo têxtil e da memória da cidade. Além disso, o museu é um instrumento de difusão do conhecimento possibilitando a pesquisa e desenvolvimento prático acadêmico.

“Esse é um projeto que teve que parar por conta das restrições provocadas pela pandemia do coronavírus. A cultura teresinense tem muito a ganhar com essa parceria, por isso estamos retornando os trabalhos”, conta Fernanda Fernandes.

O Museu Dom Paulo Libório fica localizado na Rua Olavo Bilac, 1481 – Centro (Sul) e é mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. O museu está aberto à visitação de segunda à sexta, das 9h às 12h, e das 13h às 17h, no sábado, das 9h às 12h, tendo o visitante que pagar uma taxa de visita simbólica no valor de R$ 2,00.

Orquestra de Violões de Teresina inicia 2022 com projeto inédito

Durante o momento pandêmico, a Orquestra de Violões de Teresina (OVT) se reinventou de várias formas para não parar as atividades culturais na capital, principalmente as voltadas para a capacitação de jovens e adultos. Em 2022, a OVT se prepara para, de forma inédita, lançar um documentário, um dvd, um livro e um cd promocional, que contará um pouco sobre a história do violão no Estado do Piauí.

Nesse novo trabalho, Teresina estará em evidência por conta dos investimentos feitos pela gestão municipal e estadual na capacitação de novos violonistas, como também no incentivo que tem dado para manter viva a orquestra, fato que colabora para que a capital seja conhecida por ter músicos renomados e eventos de fama nacional, como é o caso do Festival de Violão de Teresina, que reúne violonistas de todo o Brasil. Todo o material a ser produzido ainda no primeiro semestre deste ano será também utilizado no aprendizado de novos profissionais, colaborando com aqueles que desejam seguir carreira tendo o violão como amigo inseparável.

Para Ravi Cordeiro, membro da Orquestra de Violões de Teresina, a capital piauiense está entre as principais cidades do Brasil que se destacam na valorização do violinista. Ele cita ainda que um dos motivos para esse enriquecimento cultural é o fato da Prefeitura de Teresina estar investindo na formação de novos violonistas.

“Temos aqui em Teresina o Projeto Violões nas Escolas, que é coordenado por Dam Bezerra. Neste projeto, trabalhamos com jovens da periferia, dando oportunidade igualitária para aqueles que desejam aprender a tocar violão, mas que não dispõem de recursos para custear um curso”, conta Ravi Cordeiro.

Novas oportunidades

Segundo Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, mais de sete mil teresinenses já foram beneficiados com os projetos de incentivo para a formação de novos violonistas. Segundo o gestor, a ideia é melhorar ainda mais as ofertas de cursos, levando os mesmos para mais comunidades distantes da região central da cidade, inclusive comunidades rurais.

“Estamos conversando com o prefeito Dr. Pessoa para que, em 2022, esses projetos cheguem de forma justa para todas as regiões da cidade, pois sabemos que, principalmente nos bairros e comunidades rurais mais distantes do Centro, há um grande número de pessoas carentes que não podem sequer pagar por um violão ou custear uma passagem de ônibus para ir assistir uma aula de violão”, comenta Ênio Portela.

A Orquestra de Violões de Teresina é mantida com recursos da gestão municipal, em alguns projetos, conta com incentivos do Sistema de Incentivo Estadual à Cultura – SIEC.

Orquestra Sinfônica de Teresina lança agenda natalina de 2021

O último ano tem sido de intenso aprendizado para os membros da Orquestra Sinfônica de Teresina (OST), pois por conta da pandemia, eles tiveram que se isolar e se reinventar através de atividades virtuais. Aos poucos, as atividades presenciais são retomadas, sempre com atenção para seguir rigorosamente as recomendações sanitárias exigidas no momento, isso para não pôr em risco a saúde dos teresinenses.

Na reta final dos trabalhos da Temporada 2021, a OST anuncia sua programação natalina, que terá diversas apresentações com repertórios diversos, programação que contará com a participação da cantora Gislene Daniele. Além de apresentações na capital, a orquestra também estará se apresentando em cidades do interior do Piauí e do Maranhão.

Segundo o maestro Aurélio Melo, os concertos serão realizados para aproximar a população de atividades natalinas neste momento de pandemia, ele conta que devido aos últimos acontecimentos, onde muitos foram afetados, é preciso levar a música para as pessoas. Empolgado com o retorno das atividades presenciais, o maestro fala que, apesar das dificuldades, o ano foi de muitos projetos e parcerias e que os concertos natalinos encerraram um ciclo de atividades positivas.

“Depois de quase dois anos parados, tentando ensaiar de forma on-line, nós estamos voltando aos poucos e com cuidado as nossas atividades presenciais e com público. Começamos com os ensaios abertos, sem divulgação prévia, percorremos várias regiões da cidade, fizemos um concerto no teatro e agora vamos fazer nossos já tradicionais concertos natalinos”, comenta o maestro Aurélio Melo, enfatizando que esse período do ano é muito especial para todos que fazem a OST.

As apresentações iniciam no próximo dia 23 de novembro, com um concerto no Adro da Igreja São Benedito, no bairro Centro e encerram com um grande concerto que será realizado no dia 25 de dezembro, no Parque da Cidadania, no bairro Cabral.

A Orquestra Sinfônica é mantida pela Prefeitura de Teresina, por meio da Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina e Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

PROGRAMAÇÃO
23/11 – Concerto de Natal – Adro da Igreja São Benedito – 19h30.
04/12 – Concerto Natalino – Praça Rio Branco – 10h
05/12 – Concerto Natalino – Cidade de Capitão de Campos
12/12 – Concerto Natalino – Igreja da Santíssima Trindade (Bairro Primavera) – 18h
16/12 – Concerto Natalino – Escola Cacimba Velha – 9h
17/12 – Concerto Natalino – Shopping da Cidade – 15h30
19/12 – Concerto Natalino – Igreja Santuário de Nossa Senhora da Paz (Vila da Paz) – 16h30
21/12 – Concerto Natalino – Sesc Teresina – 8h
23/12 – Concerto Natalino – Cidade de Caxias
25/12 – Concerto Natalino – Parque da Cidadania – 19h30.

Novos talentos: eliminatórias do TEREMUSIC iniciam hoje

A Prefeitura de Teresina continua investindo no artista local, inclusive com atividades que visam valorizar o nascimento de novos talentos, dando mais oportunidades para aqueles que desejam seguir a carreira musical. O Festival TEREMUSIC, que nesta sexta (19) e sábado (20), às 19h30, estará realizando eliminatórias, é uma dessas iniciativas, o evento dá visibilidade para nomes ainda desconhecidos do grande público.

Nesta edição, as inscrições ocorreram através de uma das redes sociais do evento. Ao todo, foram 21 candidatos separados nas categorias Solo e Banda que, além de se apresentarem no palco do festival, estarão concorrendo a premiações em dinheiro. O TEREMUSIC ocorre no Teatro da Assembleia Legislativa do Piauí, localizado no bairro Cabral, na zona Norte da Capital e poderá ser assistido pela TV Assembleia ou pelas redes sociais.
De acordo com Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, a cidade tem muito a ganhar com esse festival, pois para ele é como o nascimento de novos nomes no mundo da música e que eventos como este servem como vitrine para abrir novas oportunidades aos candidatos.

Ele pontua ainda que a gestão municipal tem investido de forma incansável na formação de novos profissionais, dando oportunidade igualitária para todos independente da situação financeira ou região em que mora.

“Temos no Palácio da Música a oferta de vários cursos na área da música. Lá, o jovem tem acesso a aulas para aprender a tocar ou cantar. Na periferia da cidade, a gestão mantém o Projeto Banda Escola, que já está analisando a sua expansão a fim de atender jovens da zona Rural do município, isso atendendo a uma orientação do prefeito Dr. Pessoa, que quer os instrumentos de cultura em todos os bairros e comunidades rurais“, conta Ênio Portela.
O produtor Italo Lourhan, que atua na produção do festival, conta que, ao longo dos anos, já foram descobertos cerca de 100 talentos e que por isso, após a pandemia, a organização pretende lançar um festival ainda maior. Ele fala ainda que está impressionado com a quantidade de jovens que começaram a dar os primeiros passos na música durante a pandemia.

“São talentos que jamais podem ser deixados de lado, Teresina é um grande celeiro musical ainda pouco explorado, por isso vamos melhorar essa parceria com a gestão pública para que nossa próxima edição possa atender um número maior de participantes”, afirma Italo Lourhan.
A final do TEREMUSIC ocorrerá no próximo dia 11 de dezembro, no Parque da Cidadania. O evento será aberto ao público e seguirá todas as normas sanitárias a fim de evitar a exposição dos participantes ao coronavírus. Para acompanhar mais informações sobre o festival, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br.

PREMIAÇÕES:

Categoria Solo
1° Lugar – R$ 3 mil reais
2° Lugar – R$ 2 mil reais
3° Lugar – R$ 1 mil reais

Categoria Banda
1° Lugar – R$ 5 mil reais
2° Lugar – R$ 3 mil reais

Troféu Mérito Folclórico irá premiar personalidades teresinenses

A Prefeitura de Teresina, através de uma iniciativa da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), vai realizar, na noite desta segunda-feira (23), a entrega do prêmio Mérito Folclórico, que irá homenagear personalidades locais que atuam na valorização do folclore.

A cerimônia ocorrerá às 19h, no Palácio da Música, que fica no Centro de Teresina e contará com um público restrito por conta das medidas sanitárias devido a pandemia do coronavírus.

O presidente da FMC, Schevyan Lima, fala que o prêmio está em sua primeira edição e leva o nome de Wellington Sampaio, que trabalha há mais de 30 anos com o folclore na capital. Ele é historiador, pesquisador e dramaturgo e também faz parte do quadro de funcionário da FMC desde a sua fundação.

“A ideia do prêmio é destacar personalidades teresinenses. O objetivo é que todo ano aconteça! Cada ano vamos escolher uma área que remeta a cultura. Desta vez, serão 14 pessoas homenageadas na área do folclore”, explica Scheyvan Lima.

Durante a solenidade irá ocorrer a exibição do documentário “Memórias Juninas”, que irá mostrar um pouco das atividades realizadas pela gestão municipal durante o mês de junho. Para que todos possam ter acesso a essa atividade, ocorrerá a transmissão ao vivo pelo youtube e facebook da Fundação Municipal de Cultura e ainda no site cultura.teresina.pi.gov.br.

O evento faz parte da programação do calendário do “Tem Pareia Não!” que comemora os 169 anos de Teresina.