Orquestra Escola ajuda a realizar sonhos de jovens teresinenses

A realização de sonhos às vezes vem com muitas barreiras que acabam atrapalhando o processo, mas, em Teresina, jovens da periferia da cidade que sonham em ser músicos profissionais, estão quebrando essas barreiras através do Projeto Orquestra Escola, que tem o objetivo de fomento cultural na capital piauiense e a formação de novos talentos.

A Orquestra Escola é um projeto de cultura mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, que por sua vez mantém um contrato de gestão com a Associação dos Amigos da Sinfônica de Teresina. A orquestra oferece à população jovem possibilidades de se tornarem profissionais da área musical, com aulas práticas que ocorrem no Palácio da Música de Teresina, sendo que, neste momento de pandemia, as mesmas tiveram que se adequar ao momento e agora ocorrem de forma virtual.

Gilberto Queiroz é integrante da OST, ele relata que, devido a pandemia do coronavírus, tanto os ensaios da orquestra, como as apresentações e as aulas, tiveram que passar por transformações para que a saúde dos integrantes e alunos não fosse colocada em perigo. Ele lembra que essa modificação foi um desafio, tanto para os professores, quanto para os alunos, que, com o passar do tempo, conseguiram obter bons resultados.

“Como não conseguimos corrigir postura e afinação, as aulas remotas são um desafio, mas conseguimos superar e os alunos vem mostrando um bom desempenho. Temos conseguido manter os alunos ativos e com bons resultados, o que nos deixa felizes”, conta orgulhoso Gilberto Queiroz, citando como exemplo os irmãos Aila e Segundo , de 11 e 9 anos que vem evoluindo a cada aula.

Para o maestro Aurélio Melo, da Orquestra Sinfônica de Teresina (OST), o projeto tem uma importância fundamental na formação de jovens que sonham em ingressar no ramo da música e principalmente para a OST.

“Além de formar novos profissionais músicos, muitos desses alunos acabam se tornando músicos da própria Orquestra Sinfônica de Teresina. Temos muito orgulho de entregar esses músicos para o mercado, pois já saem preparados na teoria e na prática”, conta o maestro Aurélio Melo, afirmando ainda que muitos dos alunos deste projeto acabam sendo contratados como músicos da OST e acabam sendo mestres de novos aprendizes.

O diretor do Palácio da Música, Érico Luís, conta que a Orquestra Sinfônica de Teresina tem sido um verdadeiro instrumento de incentivo cultural, pois além de suas apresentações, os músicos trabalham a questão social, oferecendo à população carente da cidade oportunidades de profissionalização. No projeto, o aluno conta com cursos de violino, viola, violoncelo e contrabaixo acústico, sendo todas as aulas ministradas pelos próprios músicos da Orquestra Sinfônica de Teresina.

“O Palácio da Música é a casa de importantes projetos culturais que são desenvolvidos em Teresina, essa parceria com a Orquestra Sinfônica tem sido muito importante, por conta disso, atendendo também a uma orientação do prefeito Dr. Pessoa, estamos estudando a descentralização destes cursos, para que todos, de uma forma geral, tenham o mesmo acesso a essas oportunidades”, pontua Érico Luís.

Para participar do Projeto Escola, por conta das aulas remotas, o interessado deve possuir computador ou celular com acesso a internet e ter o próprio instrumento. As disponibilidades de vagas são sempre divulgadas pelo site da FMC, o cultura.teresina.pi.gov.br ou pelas redes sociais do Palácio da Música.

 

Viola ou Violino? Professor explica a diferença entre esses dois instrumentos

A viola, como o violino, são instrumentos musicais de arco e quatro cordas, que são colocados entre o ombro e o queixo e podem ser tocados beliscando ou dedilhando as suas cordas, mas normalmente é tocado com o arco, geralmente feito de madeira e com cerdas de fios de crina de cavalo.

A viola e o violino são também muito parecidos visualmente, que muitos só conseguem perceber a diferença ao colocar um instrumento ao lado do outro para identificar qual é o maior, que seria a viola. A maneira de tocar é muito semelhante, o que possibilita que o músico que está aprendendo um desses instrumentos também consiga tocar o outro. No entanto, a viola possui um som mais encorpado, doce, menos estridente e mais grave, sendo o seu registo, um intermédio entre o violino e o violoncelo. Além destes três instrumentos, a família dos instrumentos de cordas friccionadas é composta também pelo contrabaixo.

Uma analogia que pode ser feita para identificar o som de cada um desses instrumentos é utilizando a classificação vocal humana. O violino estaria para as sopranos (vozes agudas femininas), a viola para as contraltos (vozes graves femininas), o violoncelo para os tenores (vozes agudas masculinas), e o contrabaixo para os baixos (vozes graves femininas).

Raphael Rodrigues, ex-aluno da Orquestra Escola e hoje professor de viola na mesma, conta as características sonoras da viola e que por muitas vezes ela só é conhecida ao se estudar o violino.

“A viola e o violino são tão parecidos, que muitas pessoas nem sabem da existência dela, só sabem do violino, violoncelo e contrabaixo, então muitos conhecem a viola ao procurarem pelo violino, como foi o meu caso. E ao descobrir que podia tocar tanto agudos como graves, com um som mais aveludado, eu me apaixonei pela viola e hoje é um caso de amor”, destaca.

Aluno da Orquestra Escola, Tiago Visgueira aponta que ao conhecer a viola durante uma apresentação da Orquestra Sinfônica de Teresina, se apaixonou pelo instrumento e buscou conhecer mais sobre ele.

“Tive a oportunidade de assistir a uma apresentação sinfônica em 2011, e nela, houve um solo de viola. Fiquei absolutamente encantado com a sonoridade e busquei aprender o instrumento, com muito estímulo de minha família”, pontuou.

A Orquestra Escola cumpre uma função importante de fomento cultural em Teresina na formação de músicos. Muitos deles, hoje, integram os quadros da Orquestra Sinfônica de Teresina. Ela funciona no Palácio da Música de Teresina, casa mantida pela Prefeitura, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), que fica localizada à Rua Santa Luzia, n° 1241, Centro/Sul. Mais informações podem ser obtidas no instagram @palaciodamusica ou pelo telefone (86) 3215-7848.

Palácio da Música oferece curso de Viola.

Para participar do curso não é necessário possuir o instrumento. No ato da inscrição será cobrada uma taxa no  valor de R$ 30 reais. Para evitar aglomerações, as inscrições, bem como o pagamento será feito por agendamento via mensagem de texto através do número de Whatsapp (86) 99428-3023.

Horário das aulas

Idade: de 12 a 16 anos;
Horários: Quinta-feira, de 15h30 às 17h ou Sábado, de 9h30 às 11h.

Orquestra Escola de Teresina abre vagas para três cursos on-line

A partir de segunda-feira, 26, terá início o agendamento para matrículas das turmas da Orquestra Escola de Teresina, que funciona no Palácio da Música de Teresina. Serão ofertadas vagas para os cursos de violino, viola e violoncelo que serão ministrados online, com duração de quatro meses, para participar o interessado terá que efetuar o pagamento de taxa única no valor de R$ 30,00 (trinta reais).

Os pagamentos serão feitos apenas presencialmente e em espécie. Não é necessária a apresentação de documentos. Para evitarmos aglomerações, o agendamento do pagamento da taxa deverá ser feito via mensagem de texto no whatsapp (86) 99428-3023, a partir das 8h, do dia 26/07 (segunda-feira). Mensagens enviadas antes deste horário não serão consideradas.

A prioridade será para pessoas residentes em Teresina, e em seguida, para as mensagens mais antigas no whatsapp, ou seja, a hora de mensagem considerada será a de sua última mensagem enviada. Cada curso possui um público-alvo, e não é obrigatório que o aluno possua o instrumento. A duração da turma é de quatro meses e começará com aulas teóricas para só depois se iniciar a etapa prática.

A Orquestra Escola de Teresina cumpre uma função importante de fomento cultural em Teresina: a formação de músicos. Muitos deles, hoje, integram os quadros da Orquestra Sinfônica de Teresina como é o caso do violinista João Neto, que ingressou com 17 anos na OE.

“Eu já fazia o curso de violino em outro lugar, quando soube da Orquestra Escola. Me candidatei a uma vaga e, através dela, comecei a dar os primeiros passos na área da música, foi uma oportunidade única na minha vida”, afirma João Neto.

Mantido pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), o Palácio da Música é casa do mais variados grupos, tais como Banda de Música 16 de Agosto, Orquestra Sanfônica de Teresina, Orquestra de Violões de Teresina e Orquestra Sinfônica de Teresina, além de oferecer cursos livres de violão, sanfona, guitarra, violino, viola, violoncelo e contrabaixo acústico. A casa fica localizada à Rua Santa Luzia, n° 1241, Centro/Sul.

CURSO DE VIOLINO ONLINE
Idade: de 08 a 14 anos
HORÁRIOS: Sábados 8h-9h30 OU 9h30-11h

CURSO DE VIOLA ONLINE
Idade: de 12 a 16 anos
HORÁRIOS:
Quinta-feira, de 15h30 às 17h
OU
Sábado, de 9h30 às 11h

CURSO DE VIOLONCELLO ONLINE
Idade: de 12 a 18 anos
HORÁRIOS:
Quinta-feira, de 14h às 15h30

Orquestra Escola forma novos músicos e democratiza o ensino musical erudito em Teresina

A música é um bem cultural de formação de profissionais e a educação musical da Orquestra Sinfônica de Teresina tem um papel democratizante em Teresina, através do projeto Orquestra Escola (OE).

Mantida pela Orquestra Sinfônica(OST), que é ligada a Prefeitura de Teresina, através da Fundação Monsenhor Chaves(FMC), ela oferece à população jovem possibilidades de se tornarem profissionais da área, com aulas no Palácio da Música de Teresina. As aulas são ministradas pelos próprios músicos da OST e vão desde cursos de violino, viola, violoncelo até contrabaixo acústico.

Fundada em 2004, a OE cumpre uma função importante de fomento cultural em Teresina: a formação de músicos. Muitos deles, hoje, integram os quadros da Orquestra Sinfônica de Teresina, como é o caso do violinista João Neto, que ingressou com 17 anos na OE. “Eu já fazia o curso de violino em outro lugar, quando soube da Orquestra Escola e consegui uma vaga, foi uma oportunidade única na minha vida”, diz.

Percebendo o talento do jovem músico, o spalla, David Denillin, e o maestro, Aurélio Melo, o convidaram para fazer um teste para ingressar profissionalmente na OST em 2019.

Hoje, João Neto faz parte do naipe de violinos. “Trabalhar com grandes músicos como os maestros Aurélio e Hilson é uma satisfação imensa. Eu já era fã da Orquestra e, agora, faço parte de um dos maiores patrimônios culturais”, afirma com empolgação.

O violista e chefe de naipe da OST, Raphael Martins, foi aluno da Orquestra Escola e hoje é professor. “Para mim, é um privilégio muito grande fazer parte dessas etapas, orquestra, escola, professor e músico da OST. A Orquestra Escola é um berço para a maior parte dos músicos que ingressam na Sinfônica. É um aprendizado muito grande”, conta Raphael.