Alimentos arrecadados em festival são doados para casa de repouso

No final da manhã desta segunda-feira (04), os organizadores do Festival Metal Solidário, que ocorreu na noite do último sábado (02), no palco externo do Teatro do Boi, na zona Norte de Teresina, estiveram na Casa de Repouso Manain, que atende idosos em situação de vulnerabilidade. O evento contou com a apresentação das bandas Into Morphin, Deguella, Scrok e Obtus e reuniu um público dentro das normas estabelecidas pelas autoridades sanitárias.

Segundo produtor cultural Ednardo Leão, que faz parte da equipe organizadora do evento, nesta sexta edição foram arrecadados quase meia tonelada de alimentos, alimentos estes que irão ajudar na redução dos gastos na casa de repouso.

“Finalizamos hoje a última etapa do nosso sexto festival, o nosso sentimento é de dever cumprido. Esperamos que no próximo ano, com todos imunizados, ocorra um festival bem maior, a fim de ajudar ainda mais aqueles que precisam da nossa solidariedade”, conta Ednardo Leão, afirmando ainda que o apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves foi fundamental para o sucesso do festival.

Nadja Nayra, coordenadora da casa de repouso, conta que a alimentação recebida hoje dará para alimentar os 38 idosos por pelo menos 15 dias, porém após essa data, o local que passa por dificuldades não terá mais alimentos para servir as refeições.

“Essa ajuda de hoje nos dará um alívio muito bom, fico feliz em saber que um evento como o Festival Metal Solidário seja realizado com o único intuito de ser solidário. A equipe que faz o Manain agradece de coração pelas doações”, finaliza Nadja Nayra.

A Casa de Repouso Manain é uma instituição sem fins lucrativos que funciona na região do bairro Porto Alegre, na zona Sul de Teresina. Doações poderão ser feitas com agendamento pelo número 86 99909-3035 ou pelo PIX (CNPJ: 26368834000148).

 

Teatros municipais tiveram final de semana movimentado

Com a diminuição dos casos de Covid-19, o aumento de pessoas imunizadas e a flexibilização das medidas restritivas, aos poucos as casas de espetáculos que são mantidas pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, estão voltando a abrir suas portas ao público. Neste final de semana, por exemplo, houveram apresentações no Teatro do Boi, no bairro Matadouro (zona Norte) e no Teatro João Paulo II, no bairro Parque Ideal (zona Sudeste).

No sábado (02), as bandas Into Morphin, Deguella, Scrok e Obtus se reuniram no Teatro do Boi durante a 6ª edição do Festival Metal Solidário, que recebeu alimentos não perecíveis para a Casa de Repouso para Idosos – Abrigo Manain, que atende pessoas da terceira idade na região do bairro Porto Alegre, na zona Sul de Teresina. De acordo com Ednardo Leão, produtor do evento, para a realização da atividade, além dos alimentos, o público teve que apresentar o passaporte de imunização contra o coronavírus.

“Sabemos que a pandemia ainda não acabou, por isso tomamos diversas medidas para garantir a segurança de todos. Este ano o festival ocorreu em um formato diferente, porém sem esquecer a missão solidária”, conta Ednardo Leão, enfatizando ainda que nos próximos dias ocorrerá a entrega dos alimentos recebidos.

Ainda no sábado, o coreógrafo Sidh Ribeiro, realizou no Teatro João Paulo II o espetáculo “Versos de Gonzaga”, que através da dança, apresentou um pouco da história de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. O evento foi aberto ao público e contou com financiamento da Lei Aldir Blanc, do Governo Federal e apoio da gestão municipal. Luiz Gonzaga foi um músico brasileiro, sanfoneiro, cantor e compositor, recebeu o título de “Rei do Baião”. Foi responsável pela valorização dos ritmos nordestinos. Levou o baião, o xote e o xaxado para todo o país.

“Como professor no Teatro Municipal João Paulo II, foi muito importante para mim executar esse projeto. A Lei Aldir Blanc tem sido muito importante para os artistas nesse momento tão difícil”, conta Sidh Ribeiro, enfatizando que a gestão municipal também tem sido muito importante na realização desses projetos.

Ainda no Teatro João Paulo II, no domingo (03), profissionais da dança estiveram envolvidos no Projeto Dança Dirceu, um espetáculo de dança que mostrou o potencial de jovens talentos da região do Grande Dirceu. O evento que reuniu diversos grupos de dança, também contou com financiamento da Lei Aldir Blanc, o mesmo foi organizado por Débora Lopes e Hulda Lopes.

Além de estarem abertos para a realização de espetáculos, os dois teatros municipais também trabalham o lado social levando para a periferia da cidade diversos cursos gratuitos na área da cultura. O município também conta o Teatro de Arena, que é um anfiteatro localizado na Praça da Bandeira, no Centro de Teresina.

6ª edição do Festival Metal Solidário acontece neste sábado (02)

Teresina recebe neste sábado (02), a 6ª edição do Festival de Música “Metal Solidário”, que será realizado no Teatro do Boi, localizado no bairro Matadouro, zona Norte da capital. O festival que inicia às 18h, busca incentivar a cena cultural local e arrecadar alimentos para entidades que ajudam pessoas carentes. Ao longo das últimas cinco edições, o evento que já arrecadou mais de quatro toneladas de alimentos não perecíveis, terá nesta edição entrada limitada, sendo que para obter o acesso ao evento será obrigatório a apresentação da carteira de vacinação, uso de máscaras e a doação de 1kg de alimento não perecível.

Um dos organizadores do festival, o produtor cultural Ednardo Leão, conta que é gratificante organizar um evento que tenha como objetivo ajudar ao próximo e que este ano serão beneficiadas as pessoas da terceira idade que residem no Abrigo Manaim, na região do Porto Alegre, na zona Sul.

“É muito prazeroso fazer esse tipo de atividade, pois além de fomentar a cultura em nosso município, trabalhamos o lado social, ajudando aqueles que mais precisam de ajuda para manter a alimentação básica”, conta Ednardo Leão.

A primeira edição do Festival Metal Solidário aconteceu em uma boate da capital em 2016 e que agora com o apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, o evento ganha uma maior visibilidade.