Projeto Balé da Cidade Convida inicia nesta sexta (01/07) no Teatro João Paulo II

Nesta sexta-feira (01/07), a companhia de dança Balé da Cidade de Teresina recebe o Corpo de Baile do Teatro do Boi para a primeira apresentação do projeto Balé da Cidade Convida. A apresentação é gratuita e acontece às 19h, no Teatro João Paulo II, que fica localizado na região do grande Dirceu, zona Sudeste de Teresina.

De acordo com Chica Silva, diretora do balé, o projeto Balé da Cidade Convida, tem objetivo de apresentar os repertórios da companhia e também dialogar com diferentes grupos e artistas da cidade, criando contextos de apresentação, de troca entre os grupos e trabalhando também a formação de público e democratização do acesso à cultura. Nesta primeira apresentação, a companhia apresentará o espetáculo “Corpônica”, criação do coreógrafo e dançarino Samuel Alvís, já o Corpo de Baile do Teatro do Boi traz seu espetáculo “Na beira do rio”, coreografia de Matheus dos Santos e Cynthia Layana.

Corpo de Baile do Teatro do Boi

“Esse projeto é uma forma de criar diálogos com outros artistas da dança e levando isso para o público. Entendemos que, desta forma, podemos estimular a aproximação entre os públicos e levar a dança para mais gente”, explica Chica Silva.

O Balé da Cidade de Teresina é uma companhia de dança mantida com recursos da Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Os trabalhos da companhia podem ser acompanhados através do site cultura.pmt.pi.gov.br ou da página cultura_the no Instagram.

Balé da Cidade de Teresina oferece oficina gratuita no Teatro João Paulo II

O Balé da Cidade de Teresina está com inscrições abertas para a oficina presencial “Cascas”. A oficina gratuita faz parte do projeto Fora da Caixa e será ministrada nos dias 14 a 17 de dezembro, das 14h às 15h30, no Teatro João Paulo II, na zona sudeste de Teresina.

De acordo com o bailarino Alex Gomes, a oficina é direcionada para o público a partir de 16 anos de idade e que tenham interesse em dança.

“A oficina parte da perspectiva do espetáculo Casca, do repertório do Balé da Cidade de Teresina. A gente vem trazendo como objetivo as expressões, reverberações, memória de um corpo que é mais do que apenas dançante, é um corpo reativo e poroso às informações que o rodeia”, explica Alex Gomes.

Como conteúdo, a oficina irá trazer imagens em fotos e vídeos de uma referência estética específica de moda (poses, desfiles, expressões) e, ao mesmo, tempo mesclar com referenciais que oponham ao conceito de padrões de beleza. Refazer o espaço real e o interno em indicações que ativam a memória e características do espaço.

As inscrições podem ser feitas pelo número do WhatsApp 86 98149-8088. Além de Alex Gomes, a mesma será mediada pelos bailarinos Adriano Abreu e José Nascimento.

Projeto Fora da Caixa

O projeto Fora da Caixa tem como objetivo expandir a atuação do Balé da Cidade de Teresina, promovendo o acesso e democratizando a dança através de ações gratuitas voltadas para a comunidade

Ação de rua do Balé da Cidade de Teresina fala sobre distanciamento social

A flexibilização do isolamento social é uma realidade em meio a essa pandemia. A população já voltou a sair de casa para trabalhar e realizar outras atividades. No entanto, para muitos, isso criou uma falsa sensação de que não estamos mais em alerta de saúde. Pensando em testar essa saída do isolamento e a vontade de estar próximo, o artista da dança e coreografo do Balé da Cidade de Teresina Adriano Abreu propôs a ação de rua “Comensura”.

“A proposição veio de uma necessidade de estar junto de novo, de testar essa primeira saída em um mundo vivendo com uma pandemia. É vontade de estar próximo, de viver o novo mundo, sabendo que existe uma medida exata que nos distancia”, explica Adriano Abreu.

A ação de rua Comensura já ocupou as praças Rio Branco e João Luís Ferreira em dias distintos. Os bailarinos da Companhia estiveram nesses locais públicos e com grande fluxo de pessoas com o objetivo de criar uma reflexão e conscientização de que ainda estamos em alerta de saúde e que cuidados devem ser tomados.

Protegidos dos pés à cabeça, com instrumentos que criam distâncias físicas, os bailarinos nos lembram que a pandemia ainda existe e está novamente ganhando força. “Comensura representa essa primeira saída nesse novo mundo que permitiu novamente ter o contato e realizar a vontade de estar próximo. Só que essa junção, de sair e de estar próximo, agora tem uma medida exata. Estamos o tempo todo calculando, percebendo e sentindo, mas agora de uma medida certa para se ter de um para o outro”, finaliza Adriano.

 

Sobre a Companhia

O Balé da Cidade de Teresina é uma companhia pública de Dança Contemporânea que vem atuando no cenário artístico local e nacional, contribuindo com o desenvolvimento e aprofundamento da dança piauiense. Vem aproximando a dança da cidade através da sua atuação compromissada em diferentes ações, como temporadas de apresentações públicas, conversas e formação continuada.

O Balé da Cidade de Teresina conta com 18 bailarinos e é mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Monsenhor Chaves (FMC) e da Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina. Tem direção geral de Chica Silva, coordenação artística de Janaína Lobo e ensaios de Carla Fonseca.