Projeto musical apoiado pela Lei Aldir Blanc será lançado em junho

A pandemia do coronavírus tornou mais evidente a importância da música na vida das pessoas. Apesar disso, os artistas foram os mais afetados com as medidas tomadas para a mitigação da pandemia e diminuição do contágio do vírus. Foram os primeiros a parar e não conseguem voltar com o ritmo total a trabalhar.

As melodias e arpejos do cavaquinho são figuras principais do novo trabalho do músico Betto Ribeiro. O trabalho é fruto de experiências musicais adquiridas nos 15 anos de carreira do artista e pode ser concretizado através da Lei Aldir Blanc, aprovada para auxiliar os artistas brasileiros durante a pandemia do coronavírus.

O projeto leva misturas sonoras dos gêneros mais tradicionais em que o cavaquinho é personagem que são o samba e o chorinho. Com participações especiais de músicos piauienses, o EP será lançado em junho e estará disponível nas plataformas digitais. “Como artista independente nunca consegui lançar um projeto como esse e ser contemplado no edital me ajudou a entregar um trabalho de excelência”, conta orgulhoso o músico.

A Lei Aldir Blanc foi elaborada para auxiliar o setor cultura e liberou R$ 3 bilhões para os estados, municípios e o Distrito Federal que foram destinados a manutenção de espaços culturais, pagamento de três parcelas de uma renda emergencial a trabalhadores do setor que tiveram suas atividades interrompidas, e instrumentos como editais e chamadas públicas. Sete projetos foram contemplados através da Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

Para mais informações sobre as ações desenvolvidas pelo poder público municipal na área da cultura, basta acessar o site cultura.teresina.pi.gov.br ou seguir as redes sociais da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.