Orquestras e Banda 16 de Agosto realizarão diversas apresentações e ensaios pela cidade

Com a constante queda de casos registrados de Covid-19 na cidade, aos poucos a população vai voltando à realidade de antes da pandemia, onde participar de atividades sem preocupação com aglomerações era possível. Com isso, a Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), realiza de 09 de junho a 01 de Julho, em vários pontos da capital, apresentações e ensaios das orquestras Sinfônica, Sanfônica, Violões e da Banda 16 de Agosto.

Essa iniciativa cultural tem como principal objetivo aproximar as ferramentas culturais da população teresinense, em especial aquelas que não dispõem de recurso ou tempo para acompanhar as apresentações que geralmente ocorrem nas casas de espetáculos. Nessa etapa, as orquestras e a Banda 16 de Agosto irão se apresentar na zona urbana, porém, ainda esse ano, comunidades rurais, a exemplo do ano passado, também serão beneficiadas com esse projeto.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, conta que aos poucos as atividades estão voltando a sua normalidade, e que por isso o prefeito Dr. Pessoa tem se reunido com técnicos da FMC para discutir investimentos e as ações a serem realizadas em Teresina. Para Ênio Portela, essa retomada só está sendo possível porque a população fez a sua parte a respeito da busca pela imunização, como também mantido o distanciamento social.

“Nessa luta contra a propagação do coronavírus, a população teresinense foi uma grande parceira dos órgão de saúde, pois concordaram em sua maioria com as decisões tomadas para salvar vidas. A Prefeitura Municipal de Teresina vem aos poucos retomando as atividades culturais com aglomerações, isso sempre ouvindo os técnicos da Fundação Municipal de Saúde”, conta Ênio Portela, enfatizando ainda que todos os meses haverá essa programação que será espalhada por toda a cidade.

Para acompanhar o calendário de apresentações e ensaios abertos, os interessados poderão buscar essas informações 24 horas por dia no site cultura.pmt.pi.gov.br ou na página cultura_the no Instagram. Todas as atividades são gratuitas, devendo o público ter o cuidado com a higienização das mãos e fazer o uso de máscara protetiva em casos de suspeitas de gripe.

Veja a programação

ORQUESTRA VIOLÕES
09/JUNHO – Galeria do Mercado Velho – 10h
15/JUNHO – Praça do Bairro Morada do Sol – 18h
19/JUNHO – Parque da Cidadania – 18h
30/JUNHO – Praça Pedro II – 17h

BANDA 16 DE AGOSTO

16/JUNHO – Praça Saraiva – Corpus Christi – 15h
20/JUNHO – Abertura Ano Letivo UFPI – 07h30
26/JUNHO – Parque da Cidadania – 17h

ORQUESTRA SINFÔNICA
12/JUNHO – Parque Matias Matos – 18h
16/JUNHO – Quarteto Cordas (Igreja das Dores) – 17h
19/JUNHO – Sinfonia nos bairro (Zona Sul) – 18h
22/JUNHO – Lagoas do Norte – 18h

ORQUESTRA SANFÔNICA

09/JUNHO – IBAMA – 16h
14/JUNHO – HEMOPI – 10h
16/JUNHO – Praça Saraiva – Corpus Christi – 16h
18/JUNHO – Arrasta Fé de Fátima – 19h
24/JUNHO – EMBRAPA – 10h
01/JULHO – Parque da Cidadania – 18h

Dr. Pessoa renova e reajusta contrato com associação da Orquestra Sinfônica de Teresina

Como forma de garantir a execução de vários projetos culturais em Teresina, o prefeito Dr. Pessoa renovou por cinco anos o contrato entre a Prefeitura Municipal de Teresina, Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves e a Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina. O novo contrato será válido até dezembro de 2026 garantindo mais segurança para os músicos e demais profissionais que prestam serviços na Orquestra Sinfônica, Orquestra Sanfônica, Orquestra de Violões, Orquestra Escola e da Banda 16 de Agosto e Banda Escola.

Além da renovação do contrato por cinco anos, o prefeito Dr. Pessoa, atendendo ao pedido do maestro Aurélio Melo, resolveu reajustar em 20% o valor mensal do contrato, que agora passa de R$ 416.437,42 para R$ 563,920,03. Para o prefeito, esse reajuste foi necessário, já que, além da estrutura para ensaios e apresentações, as orquestras precisam adquirir nossos equipamentos e ainda garantir a manutenção dos mesmos.

“As orquestras e a Banda 16 de Agosto têm um papel muito importante na cultura teresinense, por isso mantemos o nosso compromisso de valorizar a cultura local dando continuidade a esses projetos. Outra notícia boa é que os músicos também terão seus salários reajustados, pois sei que muitos foram prejudicados por conta da pandemia. Por isso, resolvi, em comum acordo com o maestro Aurélio Melo e o presidente da FMC, Ênio Portela, autorizar os recursos para que os músicos pudessem ter esse aumento no salário”, disse o prefeito Dr. Pessoa, enfatizando que, em breve, Teresina terá mais novidades na área da cultura.

Para Ênio Portela, com a renovação deste contrato, quem sai ganhando é o povo de Teresina, principalmente aqueles que moram na periferia e na zona Rural, que também deverão receber nos próximos meses concertos e ensaios. Ênio Portela fala ainda que o aumento dado ao projeto e aos músicos é mais que merecido, pois são profissionais que estudaram muito e que hoje trabalham diuturnamente para valorizar a cultura da cidade de Teresina.

“Além dos concertos e ensaios que nesta gestão ocorrem por toda a cidade, os músicos das orquestras também ministram aulas para aqueles que desejam aprender a tocar algum instrumento e se inserir no mercado musical. Cito como exemplo o Projeto Banda Escola, que também está inserido neste contrato. Ele ocorre em todas as zonas da cidade, e vem tirando muitos jovens do mundo da criminalidade, sendo que muitos deles acabam se inserindo nas orquestras, tendo ainda casos de ex-integrantes que hoje estão atuando em bandas nacionais”, enfatiza Ênio Portela.

Otimista com a renovação do contrato, o maestro Aurélio Melo, da Orquestra Sinfônica de Teresina, falou sobre o contrato de gestão que teve que ser refeito por conta do término do último contrato. Para ele, o sentimento é de orgulho e gratidão, pois com o novo contrato, a orquestra conseguirá rever tudo aquilo que foi perdido ao longo dos últimos 20 anos, onde não houve ajustes financeiros ideais para o funcionamento dos projetos.

“Por conta da inflação, perdemos muito, tínhamos até dificuldades para fazer a manutenção dos equipamentos, porém, agora com esse reajuste de 20%, conseguiremos pôr em prática todos nossos projetos sem haver as dificuldades de antes. À gestão municipal, o nosso parabéns, pois estamos se sentindo valorizados, respeitados, pois sem a manutenção adequada ficaria inviável continuar os trabalhos que realizamos”, afirma o maestro Aurélio Melo, parabenizando mais uma vez o prefeito Dr. Pessoa e o presidente Ênio Portela pelo olhar diferencial da cultura do município.

Para acompanhar os investimentos da Prefeitura Municipal de Teresina na área da cultura, basta seguir a página @cultura_the no Instagram, ou acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br.

Banda 16 de Agosto realiza ensaio na Praça do Renascença I

A Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) realizou, na tarde desta quinta-feira (29), mais uma ação do projeto “Ensaio na Praça”, que, desta vez, foi realizado com a banda 16 de Agosto, na praça do bairro Renascença I, na zona Sudeste de Teresina.

O projeto acontece uma vez ao mês e tem como objetivo levar cultura para as comunidades periféricas e rurais da capital e aproveitar os espaços abertos e arejados para ser um ambiente para os ensaios das bandas, seguindo todos os protocolos de saúde, segundo a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Scheyvan Lima, conta que é importante descentralizar as ações culturais, levando essas atrações para a população nos bairros e localidades rurais para que elas possam prestigiar esses projetos. Ele também reforça que essa ação envolve outros projetos da cultura ligados à FMC.

“Necessitamos ir aos bairros mais distantes, na zona Rural, onde nunca tiveram uma continuidade de ações culturais. Estaremos presentes em todas as zonas, mas ainda de forma mais tímida devido à pandemia. Uma vez por mês, cada um dos projetos, como a Orquestra Sanfônica, Sinfônica, Banda 16 de Agosto, Balé da Cidade, Violões e Banda Escolas se apresentarão nas praças da cidade. A nossa intenção é que todas elas estejam nas comunidades para dar visibilidade ao que produzimos de cultura dentro do Palácio da Música, através da Fundação Monsenhor Chaves”, pontuou.

O maestro Rocha Sousa, da Banda 16 de Agosto, destaca que os ensaios nas praças são uma oportunidade de levar a população mais cultura e que possam conhecer as atividades desenvolvidas pela banda.

“Esse retorno é muito interessante porque, a princípio, o nossos ensaios estão sendo fracionados, obedecendo às recomendações sanitárias e quando a gente vem para o espaço público, para a praça, unimos o grupo como um todo, já é uma dádiva para o nosso trabalho e também de estar levando para as comunidades”, destacou.

Elcira Bezerra de Farias, moradora do bairro Renascença, há 32 anos, conta que nunca tinha visto uma apresentação como essa em seu bairro, e ressalta que, com a pandemia, esse tipo de apresentação acaba sendo muito terapêutico para quem na pandemia não pode sair de casa.

“Para a gente, essa ação é uma alegria muito grande, para mim, se tivessem todo final de semana essas apresentações eu estaria aqui. É uma maravilha, pois para gente que não está saindo de casa isso funciona como uma terapia”, enfatiza.

A Banda 16 de Agosto

A Banda 16 de Agosto é mantida pela prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), e é a banda oficial do município de Teresina, que exerce suas funções públicas de representação cultural desde 1968.

Para mais informações sobre as ações culturais desenvolvidas pela gestão municipal, acesse o site cultura.teresina.pi.gov.br.

Banda 16 de Agosto volta a suspender ensaios

A pandemia do coronavírus vem mudando vidas desde março de 2020. Hospitais, escolas, serviços públicos e privados precisaram encontrar novas formas de seguir em frente e se adaptar ao que chamamos de novo normal. Com a música não foi diferente. Shows foram cancelados e festivais adiados. As apresentações ficaram suspensas e muitas ainda estão sem data para retornarem.

A Banda 16 de Agosto tem uma longa história musical com a cidade. Completando 53 anos, em 2021, ela vem se readaptando durante todo esse período de pandemia. Inicialmente com a suspensão das atividades presenciais, depois com a volta e novamente ficando de forma remota.

Nem a rotina de ensaios das bandas pode continuar. Maestro Rocha Sousa, novo coordenador da banda, conta os desafios enfrentados pela nova gestão com a pandemia. “Quando assumimos a coordenação, o cenário de saúde era diferente e voltamos às nossas atividades presenciais, para que os músicos pudessem se integrar. Trabalhamos em rodízio, dividindo a banda em grupos de 10 a 12 músicos, que ensaiavam seguindo os protocolos de segurança. Foi muito bom pois os músicos sentiam falta de estarem juntos, a música flui melhor”, conta o Maestro Rocha Sousa.

Porém com o agravamento da pandemia, novas medidas foram necessárias e buscando preservar a saúde dos músicos e seguir os protocolos impostos pelas autoridades de saúde, a banda suspendeu suas atividades presenciais mais uma vez.

Alberto Yure é saxofonista da 16 de agosto há 10 anos e encara a mudança com calma. “Nós temos que seguir as recomendações das autoridades e ter cuidados com a nossa saúde e dos nossos entes queridos, não tem jeito. Nós estamos sempre nos readaptando e os ensaios de forma remota são um pouco mais complexos e requerem mais cuidado e técnica da nossa parte. É muito diferente do presencial, mas está dando certo, maestro Rocha tem sido atencioso e cuidadoso”, pontua Alberto Yure.

A Banda 16 de Agosto é mantida pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Para mais informações sobre esse e outros projetos, basta acessar o site fcmc.teresina.pi.gov.br.