Aniversário de Teresina: Ponte Estaiada segue com atrações musicais

A noite de ontem (14), foi de muita emoção no Complexo Cultural Mirante da Ponte Estaiada, que fica localizado no Bairro de Fátima, na zona Leste da capital. Desde a semana passada o espaço está recebendo diversas atrações musicais em comemoração ao aniversário de 170 anos de Teresina.

No domingo se apresentaram a Banda 16 de Agosto, os palhaços Bolim & Bolão, Orquestra Sinfônica, com seu Rock Sinfônico com a participação da Banda Top Gun, Orquestra de Violões e a Orquestra Sanfônica com seus talentosos sanfoneiros. Hoje (15), as festividades começam às 18h com apresentações de Giu Dias, Top Gun, Validuaté, Doce Ilusão e muito forró com Lilly Araújo.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, comenta que o Complexo Cultural da Ponte Estaiada vem recebendo um bom público, comprovando a valorização da cultura local. Ele falou ainda que a gestão municipal vem trabalhando nessa gestão para sempre está realizando eventos onde o artista teresinense seja sempre contemplado.

“Muitos falaram que era difícil fazer um evento grandioso só com bandas da terra. Fizemos o chamado, a população entendeu e está comparecendo às atividades gratuitas”, comenta Ênio Portela, enfatizando ainda que quem for hoje ao evento, contará com uma ampla praça de alimentação, banheiros químicos, estacionamento, segurança e ainda poderá consumir os produtos de empreendedores locais.

Emocionado com a aceitação do público, o maestro Aurélio Melo, regente da Orquestra Sinfônica de Teresina também falou sobre a valorização do músico local, ele conta que a gestão municipal já vinha fazendo a sua parte e que agora o povo está comparecendo aos inúmeros eventos que estão sendo realizados pela cidade com o objetivo de oferecer opções culturais e ainda prestigiar o músico local. Aurélio Melo disse ainda que agora se sente realizado, pois segundo ele, ter em sua frente um grande público é muito gratificante.

“É sim possível fazer grandes eventos com a participação exclusiva dos nossos homens e mulheres que trabalham duro para manter viva a cultura teresinense”, disse o maestro Aurélio Melo.

A programação cultural alusiva ao aniversário de 170 anos de Teresina encerra hoje, o evento está sendo realizado pela Prefeitura Municipal de Teresina e pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor. A programação também conta com apoio da Guarda Municipal de Teresina, Secretaria Municipal de Comunicação, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo e da Polícia Militar do Piauí.

Primeira noite do Cajuína Pop reúne público na Ponte Estaiada

Como parte da programação cultural do aniversário de 170 anos de Teresina, aconteceu nessa sexta (12), a primeira noite do Festival Cajuína Pop, evento que reúne bandas autorais locais e que acontece de forma gratuita, no Complexo Cultural da Ponte Estaida.

No primeiro dia, sete bandas se apresentaram no Palco Churu, reunindo um público considerável, mostrando que o teresinense está apto a valorizar cada vez mais o artista que tem trabalho autoral.

Prefeito Dr. Pessoa, presidente da FMC Ênio Portela, Preto Kedé e funcionários da FMC / fotos: Ascom FMC

O Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, compareceu ao evento, assistiu as apresentações e conversando com o público, ele afirmou que apesar dos recursos ainda escassos, a gestão municipal está se preparando para reforçar ainda o apoio aos artistas locais. Dr. Pessoa falou ainda que eventos culturais movimentam a economia da cidade, ajudando principalmente o cidadão empreendedor que aproveita essas atividades para levar o sustento para sua família.

“Tenho recebido muitos elogios por conta da atuação da pasta da cultura, elogios que não estão vindo só dos artistas ou público que assiste essas apresentações, eles vêm e muito, dos chefes de famílias que em eventos como esse, vendem alimentos, bebidas, artesanato, entre outros. Esse é o objetivo da nossa gestão, trabalhar pelo povo, por isso Teresina pode esperar por mais eventos como os que vêm ocorrendo nos espaços públicos espalhados por toda a cidade”, afirma Dr. Pessoa.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, falou sobre o crescimento profissional dos artistas que trabalham com música na cidade. Para ele, esse investimento feito pelo poder público, é fundamental para que a classe artística continue trilhando pelo caminho certo, sem precisar deixar a sua terra natal para viver de cultura.

“A gestão do prefeito Dr. Pessoa vem tendo esse cuidado de sempre está valorizando os artistas locais, e à população tem recebido muito bem esse diferencial da Prefeitura de Teresina e a prova disso é que esses eventos sempre contam com um bom público. Vamos continuar assim, oferecendo cultura para todos, sempre ouvindo o povo, pois acreditamos que não se faz cultura sem ouvir a classe artística e à população”, comenta Ênio Portela.

O musicista Narcoliricista, da Banda Narcoliricista, falou sobre os investimentos que a cidade vem fazendo para incentivar a classe artística, para ele é fundamental que ocorram a continuidade dessas ações culturais, pois elas geram apoio aos músicos e também à população que é carente de opções culturais.

“É muito importante que o som daqui esteja sempre em evidência, o Cajuína Pop é mais um passo dado à valorização dos músicos, por isso estamos aqui fazendo nossa parte em pró da música teresinense”, conta Narcoliricista.

A artista plástica Fátima Castelo Branco esteve na primeira noite do evento, ela conta que vem notando um aumento dos investimentos na área da cultura, fato que segundo ela, coloca a capital piauiense entre as cidades com opções saudáveis de cultura. Ela comenta ainda que esses festivais são pratos cheios para transformar a mentalidade do público teresinense que foi criado com a cultura de apenas valorizar o que vinha de fora.

“Recentemente estive no Estado do Ceará, lá assisti um festival de choro, porém ao chegar aqui, também tínhamos um gratuito. Hoje mais um festival, dessa vez unindo novos e talentos já conhecidos, isso é bom, quem ganha somos todos nós”, comenta Fátima Castelo Branco.

Na noite de ontem subiram ao palco, Jamile Jah, Deepmoon, Narcoliricista, Preto Kedé, Fullreggae, Banda Acesso e Roque Moreira. Neste sábado (13/08), é a vez da Navegantes e as Águas De Ynaê, Monise Borges, Radiofônicos, Corona Nimbus, Teófilo Lima, Megahertz e Alma Roots.

Cinco bairros foram atendidos com as ações do Circuito Cultural de Música e Arte

Neste final de semana chegou ao fim a primeira edição do Circuito Cultural de Música e Arte, evento que levou um pouco da cultura local para moradores de cinco bairros de Teresina e que teve como objetivo descentralizar as ações públicas desenvolvidas pela Prefeitura Municipal de Teresina e da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.  O circuito passou pelos bairros Vamos Ver o Sol, Monte Castelo, Mocambinho, Planalto Uruguai e Dirceu. Contou com apresentações de bandas, atrações circenses, pintura de rosto infantil e ainda uma feira onde empreendedoras puderam expor e vender seus produtos.

De acordo com Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), o Circuito Cultural de Música Arte foi um verdadeiro sucesso, pois segundo ele, por onde passou, a caravana cultural recebeu inúmeros elogios por ter levado cultura para próximo do povo.

O presidente enfatizou ainda que a pasta da cultura vai continuar trabalhando na descentralização de todos os seus projetos públicos, isso atendendo às orientações do prefeito Dr. Pessoa, que quer uma maior aproximação dos serviços públicos perto do povo.

“Teresina é muito rica em cultura, porém os moradores da periferia, principalmente aqueles com menor renda, sempre ficavam sem ter acesso a opções de cultura, isso porque no passado, a maior parte dessas atividades culturais ocorriam apenas na região central da cidade. Nesta gestão estamos fazendo diferente, inclusive atendendo a comunidades que nunca haviam sido assistidas com atividades culturais realizadas pela prefeitura. O Circuito Cultural de Música e Arte ocorreu com recursos de emendas parlamentares cedidas pela vereadora Fernanda Gomes”, comenta, Ênio Portela.

Evento aprovado

Após um dia intenso de trabalho, a vendedora Maria do Livramento, aproveitou a oportunidade de assistir as apresentações do circuito junto com a família, ela é moradora da região do Vamos Ver o Sol, na zona Sul de Teresina e conta que pela primeira vez viu a prefeitura realizando um evento cultural na comunidade e que a ação foi vista com bons olhos pelos moradores, já que alguns puderam se divertir e outros aproveitaram a oportunidade para comercializar produtos e gerar renda para suas famílias. Maria disse ainda que agora vai esperar ansiosa por mais eventos na Praça do Guiné, que tem se tornado um ponto de encontro para as famílias da região.

“Muito bom chegar cansada e ter perto de casa um evento cultural para nos fazer relaxar e aliviar a mente, sem contar que por conta da correria do dia a dia e do cansaço, muitas vezes acabamos deixando a cultura em segundo ou terceiro plano. Esses eventos perto das pessoas, é muito importante, por isso parabenizo ao prefeito Dr. Pessoa por estar cumprido a promessa de trazer os serviços da cultura para nossa comunidade”, destaca, Maria do Livramento.

Como aproveitar as oportunidades

Para acompanhar a agenda cultural, bem como as oportunidades de cursos oferecidos pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página cultura_the no Instagram.

Circuito Cultural de Música e Arte irá percorrer bairros de Teresina

A Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), inicia nesta sexta-feira (15) e segue até o próximo dia 23 de julho, o Circuito Cultural de Música e Arte que tem como objetivo oferecer opções culturais para a população e ainda contribuir com o empreendedorismo local.  Ao todo, o circuito irá percorrer cincos bairros espalhados pelas quatro zonas da capital, sendo que em cada circuito, haverá apresentação dos palhaços Bolim & Bolão e sardinha, pintura de rosto infantil, show musical com Lene Alves e Banda e ainda Nélio Lima e Banda.

De acordo com Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, a ideia deste circuito é aproximar a cultura do povo, em especial daquelas pessoas que estão nos bairros periféricos, que na atual gestão, passaram a receber uma maior atenção da Prefeitura de Teresina. Segundo o gestor, desde o início de seu mandato como prefeito, o Dr. Pessoa tem sido insistente na descentralização dos serviços culturais, para que toda a população possa ter acesso a cultura de forma igualitária.

“O prefeito Dr. Pessoa é muito preocupado com a cultura, por isso ele vem mantendo um bom diálogo com a FMC, bem como os vereadores, para que os mesmos também possam contribuir com emendas parlamentares que garantam a execução de projetos culturais a exemplo do Circuito Cultural de Música e Arte. Para esse evento, recebemos emenda parlamentar da vereadora Fernanda Gomes, porém outros vereadores entenderam o chamado do prefeito e também estão contribuindo com outros eventos e juntos formamos uma corrente em prol da cultura local”, comenta Ênio Portela, enfatizando que a cultura é um direito de todos e que por isso a gestão municipal vai continuar ampliando essas ferramentas nos bairros e comunidades rurais de Teresina.

PROGRAMAÇÃO

15 DE JULHO (SEXTA-FEIRA)
PRAÇA DO GUINÈ – BAIRRO VAMOS VER O SOL – 19H ÀS 22H
AV. DR. MANUEL AIRES NETO – EM FRENTE AO POSTO SANTA ROSA

16 DE JULHO (SÁBADO)
ESPAÇO CULTURAL WALL FERRAZ – BAIRRO MONTE CASTELO – 19H ÀS 22H

17 DE JULHO (DOMINGO)
PARQUE MATIAS MELO – BAIRRO MOCAMBINHO – 18H ÀS 21H.

22 DE JULHO (SEXTA-FEIRA)
COMPLEXO ESPORTIVO DO BAIRRO PLANALTO URUGUAI – 19H ÀS 22H
(QUADRA 15 | 151 – BAIRRO VALE QUEM TEM).

23 DE JULHO (SÁBADO)
TEATRO JOÃO PAULO II – GRANDE DIRCEU – 19H ÀS 22H.

Para mais informações sobre o Circuito Cultural de Música e Arte, bem como os demais eventos, projetos e cursos oferecidos pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. Nas redes sociais as informações podem ser obtidas por meio da hashtag #culturateresina ou na página @cultura_the no Instagram.

Orquestra Sinfônica de Teresina se apresenta hoje (13) na Santa Maria da Codipi

O Projeto Sinfonia nos Bairros, que é desenvolvido pela Orquestra Sinfônica de Teresina, segue percorrendo as mais diversas comunidades da cidade, e agora chegou a vez da região da grande Santa Maria da Codipi, na zona Norte da capital, voltar a receber este importante projeto. A apresentação gratuita ocorrerá hoje (13), a partir das 18h30, na Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, e é aberta para todos aqueles que desejam ter acesso a música erudita.

Para Aurélio Melo, maestro da Orquestra Sinfônica de Teresina, esse projeto que é realizado uma vez por mês nos mais diferentes bairros da capital, tem uma grande importância cultural, uma vez que segundo ele, leva para o público, principalmente o da periferia, um estilo de música que é bem incomum para a maioria dos telespectadores que acompanham as apresentações. Segundo ele, a música tem sido fundamental para que muitas crianças e jovens evitem entrar no mundo da criminalidade, e que por isso é importante que os pais compareçam à apresentação acompanhados dos filhos.

“Por onde passamos, não levamos apenas a música de qualidade, levamos também a esperança, já que ao terem esse contato com a orquestra e a música erudita, muitas crianças e jovens, acabam despertando o interesse em aprender a tocar um instrumento musical com um dos profissionais da Orquestra Sinfônica de Teresina”, conta o maestro Aurélio Melo, enfatizando ainda que para quem deseja aprender a tocar um instrumento, a Prefeitura Municipal de Teresina, vem disponibilizando diversos cursos no Palácio da Música, cursos esses que são acessíveis a todos os públicos, independente da situação financeira.

Para acompanhar de perto as apresentações e ainda as ofertas de cursos que são ministrados pelos profissionais da Orquestra Sinfônica de Teresina, basta acessar o site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, que é o cultura.pmt.pi.gov.br, ou seguir a página cultura_the no Instagram.

Orquestra Sinfônica de Teresina se apresenta nesta sexta na Praça do Liceu

O Projeto Sinfonia nos Bairros, que é desenvolvido pela Orquestra Sinfônica de Teresina, vem percorrendo a cidade, levando música de qualidade para um público que geralmente não tem o costume de assistir os grandes concertos realizados em teatros. Desta vez o ensaio aberto com todos os músicos da orquestra, irá ocorrer nesta sexta-feira (07), a partir das 17hs na Praça do Colégio Liceu, no Centro/Norte da capital.

Foto: Ascom FMC

De acordo com Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), esses ensaios fazem parte do projeto de descentralização dos serviços culturais oferecidos pela Prefeitura Municipal de Teresina e atende uma orientação do prefeito Dr. Pessoa. Ainda de acordo com o gestor da pasta da cultura, ainda esse ano, outras praças da cidade serão beneficiadas com esse projeto da Orquestra Sinfônica de Teresina.

“O prefeito Dr. Pessoa é muito preocupado em levar cultura para o povo teresinense, no início da nossa gestão, ele nos orientou que quer esses projetos perto do povo, principalmente do povo da periferia e da zona rural, que não tem o hábito de frequentar as casas de espetáculos. Estamos possibilitando que todos tenham acesso a cultura de forma igualitária, uma apresentação como essa, mesmo sendo em forma de ensaio, une o rico e pobre em um só espaço, por isso ainda este ano, vamos percorrer outras praças”, conta Ênio Portela.

Para acompanhar os ensaios abertos, concertos e cursos ministrados pela Orquestra Sinfônica de Teresina, basta o interessado acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. As informações também podem ser obtidas através da página Cultura_The no Instagram.

Circuito Cultural do Grande Dirceu inicia hoje no Teatro João Paulo II

Com o intuito de fomentar a cultura, um grupo de moradores do bairro Dirceu Arcoverde, que fica na zona Sudeste de Teresina, se uniram para oferecer gratuitamente a população da região, três dias de atividades culturais. Denominado como Circuito Cultural do Grande Dirceu, o evento inicia nesta terça-feira (05) e segue até a próxima quinta-feira (07), das 17h às 22h, na Praça do Teatro João Paulo II.

De acordo com Jussival Sousa, um dos organizadores do evento, a ideia foi criada por um grupo de amigos que tinha como objetivo oferecer opções culturais para os moradores da região, que segundo ele, durante a pandemia, ficaram sem esse contato direto com a cultura. Ele fala que durante o Circuito Cultural do Grande Dirceu será lançado um livro, e ainda contará com apresentações de grupos culturais, shows com bandas locais e ainda exposição com microempreendedoras de várias partes da capital.

“Não é só obrigação do poder público oferecer cultura para o povo, nós também temos que fazer nossa parte, por isso tivemos a ideia de realizar esse evento que só engrandece a cultura da nossa região.  Serão três dias com diversas opções para os mais variados públicos, tentamos fazer algo bem eclético, a fim de tentar oferecer opções para todos os moradores”, conta Jussival Sousa, afirmando ainda que durante o circuito, ocorrerão os projetos Arte na Praça, Fest Rock Dirceu e o Música na Praça.

O Teatro Municipal João Paulo II fica localizado na Avenida Joaquim Nelson, n° 1995, bairro Parque Ideal, na região do Grande Dirceu, na zona Sudeste de Teresina.

PROGRAMAÇÃO

TERÇA  05/07

Grupo de capoeira do Teatro João Paulo II

Grupo Friends Blows

Lucas Rafael e Banda

Lançamento do Livro do Professor Jussival

Marquinhos Pajeú e muito forró pé de serra

QUARTA 06/07

Grupo de capoeira do Teatro João Paulo II

Apresentação do Balé da Cidade de Teresina

Grupo de Hip-Hop Bob Girl

Fest Rock Dirceu, com as bandas They Ray, Distúrbio, Banda Acácia e Old Machine

QUINTA 07/07

Orquestra Sanfônica de Teresina

Show com Os Caburé do Forró

Quadrilha Balança Matuto

Show com Rony Boy

Galeria do Mercado Central segue aberta com exposição do Acervo Artístico do BNB no Piauí

A Galeria de Artes Visuais do Mercado Central está com exposição aberta ao público. Foto ( Ascom /FMC)

A Galeria de Artes Visuais do Mercado Central, que funciona dentro do Mercado Central, no Centro de Teresina, está desde o último dia 02 de junho com a exposição aberta ao público do Acervo Artístico do BNB no Piauí. A exposição segue aberta até o próximo dia 13 de julho e conta com obras de artistas como Fernando Costa, Mestre Expedito, Nonato Oliveira e Torquato Neto.

Segundo o diretor da Galeria do Mercado Central, Guga Carvalho, essa exposição é bastante atrativa e é uma oportunidade para a população ir prestigiar e conhecer os artistas locais que representam a cultura do Piauí. De acordo com o diretor, todos os meses são lançadas novas exposições e que essa do acervo do BNB, só vem a engrandecer ainda mais o espaço.

“O acervo está totalmente catalogado em sistema, seguindo as normas museológicas, e as obras de arte que não estão em exibição encontram-se acondicionadas em uma reserva, mantendo-se todas as exigências de conservação, armazenamento e segurança, sendo uma opção muito boa para quem deseja conhecer de perto o trabalho desses artistas piauienses”, conta Guga Carvalho.

Sobre o acervo

A coleção do Banco do Nordeste foi formada ao longo da sua existência institucional. Num banco cuja função é desenvolver a Região Nordeste do Brasil, entende-se como natural a formação de sua coleção de arte. Os caminhos que levaram à constituição do acervo chegaram de diferentes estratégias nas quais prevalecem as interações diretas com os artistas.

Inicialmente, entre o final de 1954 e o início dos anos 1980, as aquisições foram motivadas para ambientação dos gabinetes da direção da Instituição. A partir de 1982, o conjunto de obras de arte foi pela primeira vez apresentado como uma coleção de arte, no aniversário de 30 anos do Banco.

Nos anos 2000, com a diversidade de formas e suportes da arte contemporânea e a mobilidade ativada pela globalização, a produção artística passou a ganhar dimensões para além do local.

Nesse período o Banco do Nordeste, por meio do Centro Cultural de Fortaleza, realizou o projeto Metrô de Superfície, com o objetivo de mapear a produção de arte dos anos 2000 no Nordeste, para apresentá-la em um grande centro da arte brasileira, São Paulo, tendo como objetivo final o ingresso de obras de 25 artistas.

Sobre a exposição

Curadoria Guga Carvalho e Jacqueline Medeiros

Local: Galeria de Artes Visuais do Mercado Velho
Praça da Bandeira s/ n, Centro- Teresina

Duração da exposição: 02 julho a 13 de agosto.

Dias e Horário Visitação
Terça a sexta :10h às 16h
Sábado: 10h às 13h30m
Entrada franca

Novas exposições

Para se informar sobre nossas exposições, bem como oficinas realizadas na Galeria de Artes Visuais do Mercado Central, basta acessar o site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, que é o cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página cultura_the , no Instagram.

Balé da Cidade de Teresina abre inscrições para a oficina na região do Portal da Alegria

O Balé da Cidade de Teresina lança mais uma temporada do projeto Fora da Caixa, desta vez, com a oficina Ritmos, que acontece nos dias 6, 7 e 8 de julho, de 14h às 16h, no CEU Sul, que fica na região do Portal da Alegria, na zona Sul de Teresina. A oficina será totalmente gratuita e aberta para todos os moradores da zona Sul de Teresina, com inscrições realizadas no próprio local, em horário comercial.

De acordo com Janaína Lobo, coordenadora artística do Balé da Cidade de Teresina, a oficina é uma espécie de curso rápido e tem como objetivo expandir a atuação da companhia de dança por toda a cidade, promovendo o acesso e democratizando a dança por meio de ações gratuitas voltadas para a comunidade. A coordenadora explica que durante esses três dias as pessoas matriculadas irão ter acesso as oficinas de dança de salão e danças urbanas ministradas pelas bailarinas Renice Silva e Jeciane Sousa.

“O Fora da Caixa” começou na pandemia com edição online e, desde o ano passado, está acontecendo de forma presencial. É uma estratégia de dialogar com o público para além das apresentações. São momentos de oficina, onde entendemos que a troca com o público é mais próxima. Aqui a gente consegue, além de divulgar o nosso conhecimento, contribuir com a formação artística das pessoas”, explica Janaína Lobo, enfatizando ainda que também serão trabalhadas as técnicas ideais para quem quer se aprofundar no mundo da dança.

Sobre a Companhia

O Balé da Cidade de Teresina é uma companhia pública de Dança Contemporânea que atua há 29 anos no cenário artístico local e nacional, contribuindo com o desenvolvimento e difusão da dança piauiense. Vem aproximando a dança da cidade por meio da sua atuação em diferentes ações, como temporadas de apresentações, conversas e formação continuada.

O Balé conta com 18 integrantes e é mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, em contrato de gestão com a AABCT, Organização Social de Utilidade Pública Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina. Tem direção-geral de Chica Silva, coordenação artística de Janaína Lobo, aulas de Samuel Alvís e ensaios de José Nascimento.

Para mais informações sobre apresentações, oficinas e cursos do Balé da Cidade de Teresina, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br, ou seguir a página cultura_the no Instagram.

Arraiá Popular de Teresina reuniu grupos culturais e atrações musicais

Diversas atrações culturais animaram o Arraiá Popular no Parque da Cidadania Fotos(Ascom/FMC)

Durante o mês de junho, a Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio das ações da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), esteve em diversos bairros e comunidades rurais incentivando diversas atividades populares voltadas para o período junino, comprovando o compromisso da gestão em ampliar os investimentos na área da cultura. Nesse final de semana, durante dois dias, ocorreu no Parque da Cidadania, na zona Norte da capital, a primeira edição do Arraiá Popular de Teresina, evento realizado com o objetivo de encerrar as festividades juninas promovidas pela gestão pública municipal.

O Arraiá Popular de Teresina contou com apresentações de grupos de bumba-meu-boi, quadrilhas juninas, grupos circenses, bandas locais, além de um espaço kids e uma praça de alimentação com bebidas e comidas típicas deste período do ano. O evento foi totalmente gratuito, e além de unir a cultura com a natureza, quem compareceu ao evento também pôde ajudar com a campanha solidária da FMC que, desde o início deste ano, em todos os seus eventos, vem arrecadando alimentos que são doados para as famílias carentes da capital.

Ênio Portela, presidente da FMC, conta que a população teresinense entendeu o chamado da gestão pública municipal para participarem de um arraiá tradicional, onde as famílias pudessem se juntar para comemorar o período junino. O presidente destacou ainda os investimentos que foram feitos, durante todo esse período do mês, em diversas iniciativas culturais nos mais diversos bairros e comunidades rurais de Teresina.

“Foram dois anos sem poder realizar uma festa junina com aglomeração, no período de quarentena a pasta da cultura se adaptou, realizou atividades sem aglomerações e agora, com a diminuição das restrições, já conseguimos realizar atividades com grande público. Para que a gente possa continuar realizando essas atividades públicas, é preciso que a população atenda o pedido da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e complete o esquema de vacinação contra os efeitos da Covid-19”, comenta Ênio Portela, enfatizando ainda que, no final do segundo semestre deste ano, a FMC já iria iniciar o planejamento para período junino de 2023, onde a pasta pretende realizar maiores investimentos.

População e comerciantes comemoram

Quem foi ao Parque da Cidadania durante o Arraiá Popular de Teresina pôde acompanhar de perto o melhor da cultura teresinense, e o que não faltou por lá foram elogios de quem há dois anos não tinha esse contato direto com a cultura. Lany Leila, do bairro Aeroporto, conta que ficou surpresa com a estrutura que ela encontrou no Parque da Cidadania, ela fala que foi ao local para passear com a família e que aproveitou para assistir as apresentações que ocorriam no anfiteatro do parque.

“A gente vem notando que a cidade vem ganhando muitos investimentos na área da cultura e isso me deixa muito feliz, pois nosso povo também tem que ter acesso gratuito à cultura. Obrigado ao prefeito Dr. Pessoa por ter essa sensibilidade de oferecer cultura para toda a população, pois aqui, neste evento, o rico e o pobre se juntam para celebrar o período junino”, diz Lany Leila.

No evento, empreendedores locais também tiveram oportunidade de expor e vender seus produtos, uma oportunidade para que eles pudessem gerar renda para suas famílias. Quem comemorou as boas vendas foi o pipoqueiro Pedro Cardoso, ela fala que, neste período, tem aumentado a procura da população pela pipoca, que é uma alimentação bem típica.

“Queria aqui agradecer ao prefeito Dr. Pessoa por sempre buscar realizar atividades aqui no Parque da Cidadania e em outros espaços da cidade. Esse tipo de atividade me possibilita vender minhas pipocas e, com isso, consigo manter dignamente minha família”, afirma Pedro Cardoso, comentando ainda que pela primeira vez a cidade tem um prefeito que realmente se importa com os mais pobres.

Parceria

Para a realização do primeiro Arraiá Popular de Teresina, a FMC contou com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAM). O secretário da SEMAM, Luís André, esteve no evento e garantiu que, além desta parceria com a FMC, outras irão ser concretizadas, tudo para oferecer opções de cultura nos parques da cidade.

“Quando assumi a pasta do meio ambiente, o prefeito Dr. Pessoa nos chamou e falou da importância deste tipo de parceria que prioriza o povo de Teresina, por isso atendemos prontamente o chamado da pasta da cultura, como também temos feito parcerias com outras pastas da gestão municipal e empresas privadas. Essas parcerias se mostram importantes, pois atraem um número maior de pessoas para nossos parques e com isso temos na cidade pessoas mais felizes, pois depois que o cidadão tem esse contato com a natureza e com a cultura, é impossível ir para casa sem estar com um semblante de felicidade”, comenta Luís André.

Outros eventos

Para o segundo semestre deste ano, a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves pretende realizar outras atividades pela cidade. Para acompanhar a programação, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página cultura_the no Instagram.