Primeira noite do Cajuína Pop reúne público na Ponte Estaiada

Como parte da programação cultural do aniversário de 170 anos de Teresina, aconteceu nessa sexta (12), a primeira noite do Festival Cajuína Pop, evento que reúne bandas autorais locais e que acontece de forma gratuita, no Complexo Cultural da Ponte Estaida.

No primeiro dia, sete bandas se apresentaram no Palco Churu, reunindo um público considerável, mostrando que o teresinense está apto a valorizar cada vez mais o artista que tem trabalho autoral.

Prefeito Dr. Pessoa, presidente da FMC Ênio Portela, Preto Kedé e funcionários da FMC / fotos: Ascom FMC

O Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, compareceu ao evento, assistiu as apresentações e conversando com o público, ele afirmou que apesar dos recursos ainda escassos, a gestão municipal está se preparando para reforçar ainda o apoio aos artistas locais. Dr. Pessoa falou ainda que eventos culturais movimentam a economia da cidade, ajudando principalmente o cidadão empreendedor que aproveita essas atividades para levar o sustento para sua família.

“Tenho recebido muitos elogios por conta da atuação da pasta da cultura, elogios que não estão vindo só dos artistas ou público que assiste essas apresentações, eles vêm e muito, dos chefes de famílias que em eventos como esse, vendem alimentos, bebidas, artesanato, entre outros. Esse é o objetivo da nossa gestão, trabalhar pelo povo, por isso Teresina pode esperar por mais eventos como os que vêm ocorrendo nos espaços públicos espalhados por toda a cidade”, afirma Dr. Pessoa.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, falou sobre o crescimento profissional dos artistas que trabalham com música na cidade. Para ele, esse investimento feito pelo poder público, é fundamental para que a classe artística continue trilhando pelo caminho certo, sem precisar deixar a sua terra natal para viver de cultura.

“A gestão do prefeito Dr. Pessoa vem tendo esse cuidado de sempre está valorizando os artistas locais, e à população tem recebido muito bem esse diferencial da Prefeitura de Teresina e a prova disso é que esses eventos sempre contam com um bom público. Vamos continuar assim, oferecendo cultura para todos, sempre ouvindo o povo, pois acreditamos que não se faz cultura sem ouvir a classe artística e à população”, comenta Ênio Portela.

O musicista Narcoliricista, da Banda Narcoliricista, falou sobre os investimentos que a cidade vem fazendo para incentivar a classe artística, para ele é fundamental que ocorram a continuidade dessas ações culturais, pois elas geram apoio aos músicos e também à população que é carente de opções culturais.

“É muito importante que o som daqui esteja sempre em evidência, o Cajuína Pop é mais um passo dado à valorização dos músicos, por isso estamos aqui fazendo nossa parte em pró da música teresinense”, conta Narcoliricista.

A artista plástica Fátima Castelo Branco esteve na primeira noite do evento, ela conta que vem notando um aumento dos investimentos na área da cultura, fato que segundo ela, coloca a capital piauiense entre as cidades com opções saudáveis de cultura. Ela comenta ainda que esses festivais são pratos cheios para transformar a mentalidade do público teresinense que foi criado com a cultura de apenas valorizar o que vinha de fora.

“Recentemente estive no Estado do Ceará, lá assisti um festival de choro, porém ao chegar aqui, também tínhamos um gratuito. Hoje mais um festival, dessa vez unindo novos e talentos já conhecidos, isso é bom, quem ganha somos todos nós”, comenta Fátima Castelo Branco.

Na noite de ontem subiram ao palco, Jamile Jah, Deepmoon, Narcoliricista, Preto Kedé, Fullreggae, Banda Acesso e Roque Moreira. Neste sábado (13/08), é a vez da Navegantes e as Águas De Ynaê, Monise Borges, Radiofônicos, Corona Nimbus, Teófilo Lima, Megahertz e Alma Roots.

Orquestra Sanfônica de Teresina presta homenagem a estudantes

Dentro das festividades do Dia do Estudante, comemorado na última quinta-feira (11/08), os alunos da Escola Municipal Velho Monge, que fica localizado na região do Bairro Brasilar, na zona Sul de Teresina, receberam uma homenagem da Orquestra Sanfônica de Teresina. O concerto especial dos estudantes teve a participação dos jovens matriculados no Projeto Banda Escola e encantou a todos que acompanharam atentamente as duas apresentações.

Para Ana Gladys, pedagoga do estabelecimento de ensino, a escola é um dos lugares responsáveis por manter a cultura viva, e que por isso todos estiveram unidos para que os alunos pudessem ter a oportunidade de acompanhar de perto o trabalho da orquestra e do Projeto Banda Escola, que é formado por jovens da região. A Pedagoga enfatizou ainda, que essa parceria da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves com a Secretaria Municipal de Educação é muito importante para o enriquecimento cultural e educacional dos alunos, principalmente daqueles em situação de vulnerabilidade.

“Trazer música de qualidade para escolas é algo muito importante, é uma oportunidade para que esses alunos possam ter acesso ao que relembra nossas raízes, bem como também oferecer opções culturais a esses jovens que moram em uma região que é carente de opções saudáveis de cultura”, comenta Ana Gladys, afirmando ainda que a apresentação foi uma oportunidade para que os estudantes pudessem perceber que eles também são capazes de tocar um instrumento e ainda fazer parte de uma orquestra tão importante.

Uma das estudantes que aprovaram as apresentações foi a Anne Caroline, de oito anos, ela conta de forma feliz que adorou assistir de perto a apresentação feita pelo trio da Orquestra Sanfônica de Teresina. Ela também conta que ficou surpresa com outras crianças tocando instrumentos e que agora pretende fazer parte do Projeto Banda Escola.

“Muito bom tudo isso que está acontecendo aqui, espero que eles voltem mais vezes, pois amei as apresentações e claro, ao ver outras meninas tocando um instrumento, eu pretendo também ingressar em uma banda”, diz Anne Caroline.

A Orquestra Sanfônica de Teresina e o Projeto Banda Escola são mantidos com recursos da Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Para conhecer de perto o trabalho desses dois projetos, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página cultura_the no Instagram.

Balé da Cidade recebe homenagem na Câmara Municipal de Teresina

O Balé da Cidade de Teresina recebeu uma homenagem da Câmara Municipal de Teresina pela comemoração aos seus 29 anos de criação. Proposta pelo vereador Enzo Samuel, a solenidade ocorreu nesta quarta-feira (10) na sede do legislativo municipal e contou com a presença de vários vereadores, membros da companhia e da Prefeitura Municipal de Teresina e da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, conta que o Balé da Cidade de Teresina tem uma grande importância cultural para o município e por isso a homenagem foi mais que justa. Ele também enfatizou que recentemente o prefeito Dr. Pessoa assinou a renovação do contrato com a associação que administra o balé, possibilitando a continuidade dos projetos executados pela companhia em diversos pontos da cidade.

“Muitos acham que o Balé da Cidade se restringe apenas a apresentações, porém esses talentosos profissionais vão além disso, eles também atuam diretamente na formação de novos profissionais através de cursos, palestras e workshops. Por conta dessa importância, nosso prefeito vem sempre buscando um bom diálogo com a companhia”, conta Ênio Portela.
Representando a gestão do Balé da Cidade de Teresina, Janaína Lobo, falou um pouco da trajetória da companhia, ela exaltou os profissionais que compõem tanto o Balé da Cidade de Teresina como a Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina que trabalham distintamente para oferecer cultura à população teresinense. Ela destacou ainda que durante o momento mais complicado da pandemia, os profissionais se adaptaram e continuaram com os trabalhos, inclusive com apresentações nas regiões periféricas da cidade.

“Essa homenagem também é para todos que passaram pelo Balé da Cidade ao longo de sua existência, seja dançando, dirigindo, dando aula, produzindo, fotografando ou em uma de tantas outras funções que contribuíram diretamente para que pudéssemos chegar nesse momento hoje. Nós completamos 29 anos e esse caminho foi traçado a muitos passos, muita resistência, muito desejo de muita gente”, ressaltou Janaína Lobo.

Chica Silva é a atual diretora da companhia, ela iniciou na dança ainda aos seis anos de idade em um projeto social, ela contou um pouco da importância de valorizar a cultura e seus respectivos profissionais. Ela lembrou em sua fala que muitos já ingressaram na dança por meio dos projetos executados pela companhia de dança , e que para ela, é gratificante poder devolver para a cidade, todo o conhecimento adquirido ao longo dos anos.

“São 17 anos trabalhando dentro de uma companhia, onde eu comecei aos 6 anos dentro de um projeto. Então, eu sei da importância, de cada possibilidade, de cada construção. Eu sou artista de dança. Eu vivo da dança e eu tenho orgulho de dizer isso”, afirma Chica Silva.

 

 

 

 

 

 

Sobre a Companhia

O Balé da Cidade de Teresina é uma companhia pública de Dança Contemporânea que atua há 29 anos no cenário artístico local e nacional, contribuindo com o desenvolvimento e difusão da dança piauiense. Vem aproximando a dança da cidade através da sua atuação em diferentes ações, como temporadas de apresentações, conversas e formação continuada.

O Balé da Cidade de Teresina conta com 18 integrantes e é mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, através da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, por meio de contrato de gestão com a AABCT, Organização Social de Utilidade Pública Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina. Tem direção geral de Chica Silva, coordenação artística de Janaína Lobo, aulas de Samuel Alvís e ensaios de José Nascimento.

Teatro João Paulo II abre 99 vagas para cursos presenciais

Visando garantir oportunidades de forma igualitária para todos os teresinenses, a Prefeitura Municipal de Teresina, por meio das ações de descentralização da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, abriu nesta semana 99 vagas para cursos presenciais no Teatro João Paulo II. Nesta etapa estão sendo oferecidas vagas para os cursos de teatro, violão, balé, dança urbana, dança contemporânea e capoeira, sendo todas as turmas no período da tarde e com início imediato.

O diretor cultural do Teatro João Paulo II, Bibi Abdalla, conta que esses cursos ajudam de forma direta no nascimento de novos artistas na região do grande Dirceu, fazendo com que a cultura esteja sempre ativa na comunidade, que sempre foi reconhecida por ter inúmeros artistas. Ele conta ainda que as vagas são preferencialmente destinadas aos moradores da zona Sudeste, mas que pessoas de outras regiões podem entrar em uma lista de espera e ocuparem uma das vagas em casos de desistências.

“Para se matricular, basta os interessados comparecerem ao teatro em horário comercial, munidos de RG e comprovante de endereço, devendo o matriculado efetuar o pagamento de uma taxa simbólica de R$30, que deverá ser renovada a cada seis meses, valor esse isento para pessoas de baixa renda que possuam inscrição no CaD-Único e que estejam em situação regular junto aos CRAS. As vagas seguem até os preenchimentos das turmas, obedecendo a ordem de chegada dos interessados, sendo todas as aulas ministradas por profissionais renomados e com longa experiência na capacitação de crianças, jovens e adultos”, comenta Bibi Abdalla.

Para maiores informações sobre novos cursos, bem como a agenda de espetáculos e demais atividades culturais realizadas no Teatro João Paulo II, basta acessar o site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, que é o cultura.pmt.pi.gov.br. Nas redes sociais as informações também estão disponíveis na página @cultura_the no Instagram.

DIAS E HORÁRIOS DAS AULAS

BALLET BABY – DE 05 A 06 ANOS

TERÇA E QUINTA – 18H

DANÇA URBANA – A PARTIR DOS 08 ANOS

TERÇA E QUINTA – 17H

DANÇA CONTEMPORÂNEA – A PARTIR DOS 13 ANOS

TERÇA E QUINTA – 14H

DANÇANDO EXPERIÊNCIA – A PARTIR DOS 45 ANOS

TERÇA E QUINTA – 16H

CAPOEIRA – A PARTIR DOS 04 ANOS

SEGUNDA E SEXTA – 18H

TEATRO – A PARTIR DOS 14 ANOS

SEGUNDA E QUARTA – 14H

VIOLÃO – A PARTIR DOS 10 ANOS

QUARTA-FEIRA – 14H

BALLET PREPARATÓRIO – DOS 07 AOS 10 ANOS

SEGUNDA E QUARTA – 18H00

BALLET BABY – DOS 05 AOS 06 ANOS

SEGUNDA E QUARTA – 17H

BALLET BABY – DOS 05 AOS 06 ANOS

TERÇA E QUINTA – 17H

BALLET PREPARATÓRIO – PARA PESSOAS QUE JÁ TIVERAM AULAS DE BALLET (AS)

TERÇA E QUINTA – 16H

FMC abre vagas para cursos no Palácio da Música

A prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), abriu novas oportunidades para quatro cursos que serão realizados no Palácio da Música. Estão sendo oferecidas 60 vagas para os cursos presenciais de violino, contrabaixo, violoncelo, viola e violão, todos eles ministrados pelos profissionais lotados no Projeto Orquestra Escola.

Os cursos serão ministrados pelos profissionais do projeto Orquestra Escola e estão disponíveis um total de 60 vagas, disponíveis preferencialmente para os moradores de Teresina. Para se inscrever, o interessado deve comparecer ao Palácio da Música (de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h), que fica localizado na Rua Santa Luzia, n° 1241, bairro Centro. No ato da matrícula, o aluno deverá pagar uma taxa de R$ 50 reais, que será cobrada semestralmente, sendo livre de pagamento às pessoas inscritas no CAD-Único, e que estejam com seus dados atualizados junto aos CRAS.

De acordo com Érico Luís, diretor do Palácio da Música, no ano passado, mais de 500 teresinenses foram profissionalizados na área da música através dos cursos ofertados no palácio. Ele comenta ainda que em breve haverá a disponibilidade de novas vagas para atender um número maior de pessoas que sonham em tocar um instrumento.

“Nossa missão aqui é sempre trabalhar no incentivo de valorização a cultura e na valorização de novos músicos e por isso hoje estamos colhendo frutos, já que muitos dos alunos que passaram por aqui, hoje estão inseridos em nossas bandas e orquestras e ainda em bandas locais e até bandas nacionais. Outra novidade nessa atual gestão, é que as pessoas de baixa renda estão isentas das mensalidades, fato que gera oportunidade de forma igualitária para todos os teresenses”, conta Érico Luiz.

Para mais informações sobre os cursos, o interessado deve entrar em contato através do WhatsApp 86 98168-0783. As informações sobre disponibilidades de novas vagas poderão ser acessadas no site cultura.pmt.pi.gov.br, ou na página cultura_the no Instagram.

FMC divulga resultado parcial do Edital Cajuína Pop

A Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) divulgou o resultado preliminar do edital para a seleção de bandas ou cantores solos autorais que irão se apresentar no Festival Cajuína Pop. Para conferir, basta acessar o site do órgão. O Festival Cajuína Pop ocorrerá nos dias 12 e 13 de agosto, no Complexo Cultural da Ponte Estaiada, na zona Leste de Teresina. Ao todo, 14 das 32 atrações devidamente inscritas dentro do prazo estipulado, foram selecionadas de acordo com as regras dispostas no edital.

De acordo com Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, a ideia do festival é oferecer espaço para que os artistas locais possam divulgar seus trabalhos de uma forma que gere retorno para suas carreiras. O presidente lembra que o festival contará com uma grande estrutura, lembrando os grandes festivais realizados pelo Brasil afora.

“Como venho sempre enfatizando, o prefeito Dr. Pessoa está sempre nos procurando para que continuemos com a valorização do artista da terra, por isso tivemos essa iniciativa de oferecer ao público e aos músicos esse festival com músicas autorais. Além das atrações, o espaço contará com praça de alimentação e ainda feira de empreendedorismo, valorizando também os nossos empreendedores e empreendedoras, que tanto contribuem com a economia da cidade”, conta Ênio Portela.

O resultado divulgado hoje é parcial, cabe recurso, no qual está à disposição dos interessados nos dias 28 e 29, sendo o resultado final sendo divulgado no próximo dia 1 de agosto. O resultado preliminar está à disposição dos interessados no site cultura.pmt.pi.gov.br, na aba documentos e ainda na bio da página @cultura_the no Instagram.

Cinco bairros foram atendidos com as ações do Circuito Cultural de Música e Arte

Neste final de semana chegou ao fim a primeira edição do Circuito Cultural de Música e Arte, evento que levou um pouco da cultura local para moradores de cinco bairros de Teresina e que teve como objetivo descentralizar as ações públicas desenvolvidas pela Prefeitura Municipal de Teresina e da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.  O circuito passou pelos bairros Vamos Ver o Sol, Monte Castelo, Mocambinho, Planalto Uruguai e Dirceu. Contou com apresentações de bandas, atrações circenses, pintura de rosto infantil e ainda uma feira onde empreendedoras puderam expor e vender seus produtos.

De acordo com Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), o Circuito Cultural de Música Arte foi um verdadeiro sucesso, pois segundo ele, por onde passou, a caravana cultural recebeu inúmeros elogios por ter levado cultura para próximo do povo.

O presidente enfatizou ainda que a pasta da cultura vai continuar trabalhando na descentralização de todos os seus projetos públicos, isso atendendo às orientações do prefeito Dr. Pessoa, que quer uma maior aproximação dos serviços públicos perto do povo.

“Teresina é muito rica em cultura, porém os moradores da periferia, principalmente aqueles com menor renda, sempre ficavam sem ter acesso a opções de cultura, isso porque no passado, a maior parte dessas atividades culturais ocorriam apenas na região central da cidade. Nesta gestão estamos fazendo diferente, inclusive atendendo a comunidades que nunca haviam sido assistidas com atividades culturais realizadas pela prefeitura. O Circuito Cultural de Música e Arte ocorreu com recursos de emendas parlamentares cedidas pela vereadora Fernanda Gomes”, comenta, Ênio Portela.

Evento aprovado

Após um dia intenso de trabalho, a vendedora Maria do Livramento, aproveitou a oportunidade de assistir as apresentações do circuito junto com a família, ela é moradora da região do Vamos Ver o Sol, na zona Sul de Teresina e conta que pela primeira vez viu a prefeitura realizando um evento cultural na comunidade e que a ação foi vista com bons olhos pelos moradores, já que alguns puderam se divertir e outros aproveitaram a oportunidade para comercializar produtos e gerar renda para suas famílias. Maria disse ainda que agora vai esperar ansiosa por mais eventos na Praça do Guiné, que tem se tornado um ponto de encontro para as famílias da região.

“Muito bom chegar cansada e ter perto de casa um evento cultural para nos fazer relaxar e aliviar a mente, sem contar que por conta da correria do dia a dia e do cansaço, muitas vezes acabamos deixando a cultura em segundo ou terceiro plano. Esses eventos perto das pessoas, é muito importante, por isso parabenizo ao prefeito Dr. Pessoa por estar cumprido a promessa de trazer os serviços da cultura para nossa comunidade”, destaca, Maria do Livramento.

Como aproveitar as oportunidades

Para acompanhar a agenda cultural, bem como as oportunidades de cursos oferecidos pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página cultura_the no Instagram.

Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, abre vagas para curso gratuito de teatro

Inicia na próxima segunda-feira (25), as inscrições para o curso de teatro que ocorrerá, no Centro de Formação Antonino Freire (CFAF-UESPI), que fica localizado no bairro Matinha, na zona Norte da capital.

O curso faz parte do Projeto Teatro Estudantil que é oferecido para toda a população, por meio de uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), através das ações de descentralização da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC).

As vagas são gratuitas e estão disponíveis para a turma 01 com aulas nos dias de segunda e quarta-feira, das 09h às 11h, sendo ministradas pelo professor Moisés Chaves, que possui larga experiência na capacitação de novos atores. O curso é voltado para pessoas com idade a partir dos 14 anos, que residam em qualquer bairro da cidade e terá duração de 01 ano, totalizando cerca de 180 horas aulas.

As aulas serão ministradas de forma gratuita pelo professor Moisés Chaves, que possui larga experiência na capacitação de novos atores. Foto (Ascom/Fmc)

De acordo com Moisés Chaves, o curso não tem como único objetivo preparar o aluno para o teatro, segundo ele é trabalhado a empatia, onde aprende a se colocar no lugar do outro, além do benefício da socialização, por meio de aulas de voz e corporal. Para o professor, o uso do teatro como ferramenta de linguagem, ajuda não só os atores, como também profissionais de diversas áreas.

“As técnicas ensinadas durante o curso são ideais para que os atores possam ter uma melhor experiência dentro do universo do teatro, e o melhor de tudo é sem custos, possibilitando que jovens de todas as classes sociais, tenham as mesmas oportunidades”, enfatiza Moisés Chaves.

O curso é realizado com apoio da Pró-reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX) e Centro de Formação Antonino Freire (CFAF-UESPI). As vagas são limitadas e estão abertas até o próximo dia 04 de agosto.

Como se matricular

Para maiores informações, basta que a pessoa interessada entre em contato com os telefones (86) 99973-7459 ou (86) 98837-3126, sendo o último número disponível na plataforma do App WhatsApp.

Novas opções

Novas ofertas de cursos de teatro, bem como os demais cursos e serviços oferecidos pela Prefeitura Municipal de Teresina, na área da cultura, basta acessar o site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, que é o cultura.pmt.pi.gov.br. No Instagram, as informações também podem ser acessadas, por meio da página cultura_the.

 

Eventos reuniram amantes do rock na Ponte Estaiada

O Complexo Cultural da Ponte Estaiada, que fica localizado no bairro de Fátima, na zona Leste de Teresina, recebeu no último final de semana, dois eventos que celebraram na capital piauiense a Semana Mundial do Rock. Um dos eventos foi o Metal Solidário, que além de oferecer espaço para os músicos e atrações para o público, vem há sete anos trabalhando o lado social, ajudando famílias carentes e instituições de caridade.

Outro evento realizado foi o Rock na Ponte, que a partir de agora irá fazer parte do calendário cultural do município, isso por conta da aceitação do público que lotou o espaço no dia do evento. A animação ficou por conta das bandas Anno Zero, Carniçais, Megahertz, Corona Nimbus, Narguile Hidromecanico, Radiofônicos, Deepmon, General Lee, Rebordosa e Made in Seattle.

Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, conta que Teresina tem um grande público amante do rock e que por isso a gestão não poderia passar essa data sem uma celebração. O presidente diz ainda que para o próximo ano a ideia é fazer algo bem maior ainda, oferecendo mais oportunidades para os artistas e público.

“Fazemos uma gestão cultural sempre ouvindo o povo, por isso estamos nos preparando para que no próximo ano a gente consiga atender à solicitação do público que compareceu ao evento. Além disso, também iremos focar em outros festivais, a exemplo do Cajuína Pop que acontecerá no segundo semestre deste ano”, conta Ênio Portela.

O músico Henrique Douglas diz que a Prefeitura de Teresina está acertando ao realizar esse tipo de evento, pois segundo ele, atividades como essa realizada na Ponte Estaiada, valoriza o artista local que tanto precisa de oportunidades para apresentarem seus trabalhos. Henrique afirma ainda que esses dois dias de evento serviu para aproximar ainda mais o público e os artistas, já que segundo ele, durante a pandemia, o contato passou a ser apenas de forma virtual.

“Estamos saindo de uma pandemia que muito afetou a classe artística, por isso ficamos gratos por esse tipo de oportunidade. Poder voltar a está perto do público é bem gratificante, por isso estamos confiantes que nessa gestão, a pasta da cultura siga com seu novo propósito de oferecer cultura para todos os públicos de forma a agraciar todos os segmentos”, diz Henrique Douglas.

Para mais informações sobre agenda de eventos realizados pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, bem como cursos e projetos, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. Nas redes sociais as informações podem ser acessadas na página cultura_the no Instagram.

Projeto Violão por Todo o Canto segue até domingo (17)

As apresentações iniciaram no dia 10 de julho,, e já esteve no Parque Potycabana Fotos(Ascom/FMC)

Buscando ampliar suas apresentações por Teresina, bem como atender a um público que não tem o costume de visitar as casas de espetáculos, os integrantes da Orquestra de Violões de Teresina (OVT) tem percorrido toda a cidade com suas belas apresentações.

As apresentações iniciaram no dia 10 de julho, no Parque das Crianças, e já percorreu diversos espaços entre eles a UFPI e o Parque Potycabana. Hoje, 13/ aconteceram, pela manhã, no Shopping da Cidade e volta a ser realizada às 14h, na Escola Municipal Machado de Assis, que fica localizada no bairro Renascença II, na zona Sudeste da capital.

De acordo com Raví Cordeiro, coordenador de projetos da Orquestra de Violões de Teresina, o Projeto Violão em Todo o Canto tem mostrado uma diversidade na forma de tocar o instrumento, além de servir como mecanismo para divulgar a orquestra que sempre encanta por onde passa. Raví Cordeiro lembra ainda que esse trabalho também serve para atrair novos alunos para os cursos oferecidos pela orquestra no Palácio da Música e nas escolas municipais e ainda para divulgar o Festival de Violão de Teresina, que ocorrerá dias 28 e 31 de julho, na capital piauiense.

“O Projeto Violão em Todo Canto visa fomentar a cultura local, levando os músicos para apresentarem seus trabalhos em um contado direto com a população nos bairros, pontos turísticos e centros culturais públicos da cidade. O violão é o instrumento musical mais acessível, inclusive o mais fácil para iniciação musical, por isso estamos intensificando nossos projetos, isso a fim de propagarmos nosso trabalho”, conta Raví Cordeiro, enfatizando ainda que nos dias 22 e 23 deste mês, ocorrerá o Festival de Chorinho de Teresina.

PRÓXIMAS APRESENTAÇÕES

Quinta-feira (14/07) – Parque da Cidadania – 17h
Sexta-feira (15/07) – Mercado Central – 09h
Sábado (16/07) – Teatro de Arena – 17h
Domingo (17/07) – Encontro dos Rios – 11h

A Orquestra de Violões de Teresina é um projeto mantido financeiramente pela Prefeitura Municipal de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Para mais informações, acesse o site cultura.pmt.pi.gov.br ou através da página cultura_the no Instagram.