Cerca de cinco mil pessoas participaram da festa dos 170 anos de Teresina

O Complexo Cultural Mirante da Ponte Estaiada, localizado na zona Leste da capital, ficou pequeno para tanta gente que compareceu ao espaço para comemorar a chegada dos 170 anos de Teresina. O evento contou com shows das atrações teresinenses, Gui Dias, TopGun, Váliduaté, Doce Ilusão e finalizado com Lilly Araújo, que ao som do forró encerrou as festividades com chave de ouro.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, disse que durante quatro dias a cidade respirou cultura de qualidade com atrações genuinamente piauienses. Ele lembrou ainda do compromisso da gestão municipal em valorizar ainda mais os movimentos culturais, movimentos que segundo ele, são os principais responsáveis pela sobrevivência da cultura de Teresina.

“O que a gente viu nesses quatro dias de festa, foi algo fantástico, uma atividade segura, e o principal, com o povo abraçando os artistas da terra. Teresina celebra seus 170 anos valorizando os artistas, valorizando o que temos de melhor na nossa cultura”, comenta Ênio Portela, enfatizando que na última noite de festividades, Cerca de cinco mil pessoas passaram pelo complexo cultural.

Teresinense de coração, o cantor “Bola”, do Grupo Doce Ilusão, afirmou que ficou emocionado quando recebeu a notícia de que iria se apresentar no aniversário da capital piauiense. Bola destacou que o povo de Teresina lhe recebeu muito bem, e por isso, nestes 14 anos morando na cidade, ele faz questão de dizer que já é teresinense.

“É impossível não amar uma cidade como Teresina. A todos que nasceram, ou que escolheram viver aqui, o meu parabéns. Como me sinto filho desta terra, terei sempre orgulho em levar seu nome por todos os lugares onde irei passar”, diz o cantor Bola.

O jovem Bruno Batista, parabenizou à Prefeitura Municipal de Teresina por ter tido o cuidado de realizar um evento apenas com artistas locais, ele comenta que muitos gestores preferem atrações de fora, fato que segundo ele, acaba prejudicando a cultura. Bruno ficou encantado com o talento de algumas atrações que passaram pela Ponte Estaiada.

“Bom chegar em um espaço grande e ver lotado de pessoas em busca de cultura piauiense, teresinense. nossa cidade está de parabéns, pois acredito que é através da cultura que podemos combater tantos problemas, a exemplo da insegurança pública”, diz Bruno Batista.

Os eventos culturais que marcaram a chegada dos 170 anos da capital piauiense, foram realizados pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio das ações da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Para acompanhar a programação cultural, bem como os cursos na área da cultura, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página cultura_the no Instagram.

Aniversário de Teresina: Ponte Estaiada segue com atrações musicais

A noite de ontem (14), foi de muita emoção no Complexo Cultural Mirante da Ponte Estaiada, que fica localizado no Bairro de Fátima, na zona Leste da capital. Desde a semana passada o espaço está recebendo diversas atrações musicais em comemoração ao aniversário de 170 anos de Teresina.

No domingo se apresentaram a Banda 16 de Agosto, os palhaços Bolim & Bolão, Orquestra Sinfônica, com seu Rock Sinfônico com a participação da Banda Top Gun, Orquestra de Violões e a Orquestra Sanfônica com seus talentosos sanfoneiros. Hoje (15), as festividades começam às 18h com apresentações de Giu Dias, Top Gun, Validuaté, Doce Ilusão e muito forró com Lilly Araújo.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, comenta que o Complexo Cultural da Ponte Estaiada vem recebendo um bom público, comprovando a valorização da cultura local. Ele falou ainda que a gestão municipal vem trabalhando nessa gestão para sempre está realizando eventos onde o artista teresinense seja sempre contemplado.

“Muitos falaram que era difícil fazer um evento grandioso só com bandas da terra. Fizemos o chamado, a população entendeu e está comparecendo às atividades gratuitas”, comenta Ênio Portela, enfatizando ainda que quem for hoje ao evento, contará com uma ampla praça de alimentação, banheiros químicos, estacionamento, segurança e ainda poderá consumir os produtos de empreendedores locais.

Emocionado com a aceitação do público, o maestro Aurélio Melo, regente da Orquestra Sinfônica de Teresina também falou sobre a valorização do músico local, ele conta que a gestão municipal já vinha fazendo a sua parte e que agora o povo está comparecendo aos inúmeros eventos que estão sendo realizados pela cidade com o objetivo de oferecer opções culturais e ainda prestigiar o músico local. Aurélio Melo disse ainda que agora se sente realizado, pois segundo ele, ter em sua frente um grande público é muito gratificante.

“É sim possível fazer grandes eventos com a participação exclusiva dos nossos homens e mulheres que trabalham duro para manter viva a cultura teresinense”, disse o maestro Aurélio Melo.

A programação cultural alusiva ao aniversário de 170 anos de Teresina encerra hoje, o evento está sendo realizado pela Prefeitura Municipal de Teresina e pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor. A programação também conta com apoio da Guarda Municipal de Teresina, Secretaria Municipal de Comunicação, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo e da Polícia Militar do Piauí.

Cajuína Pop reúne multidão em última noite, na ponte Estaiada

Durante dois dias do Festival Cajuína Pop, realizado neste final de semana na Ponte Estaiada, os teresinenses puderam acompanhar de perto o trabalho de bandas que vem se destacando no cenário local com suas músicas autorias. Ao todo, 14 atrações musicais subiram no Palco Churo, uma homenagem ao empreendedor Churu, que em vida se destacou por gerar oportunidades para inúmeros novos talentos do rock e do Pop que precisavam de espaço para divulgar suas canções.

Entre as atrações desta edição do Cajuína Pop estiveram Jamile Jah, Deepmoon, Narcoliricista, Preto Kedé, Fullreggae, Banda Acesso, Roque Moreira, Navegantes e as Águas De Ynaê, Monise Borges, Radiofônicos, Corona Nimbus, Teófilo Lima, Megahertz e Alma Roots, todas com estilos diferenciados, mas que conseguiram prender a atenção do público presente. Todas as atrações foram selecionadas através de um edital, onde todos os artistas piauienses que trabalham com música autoral, tiveram a oportunidade de se inscrever e participar da seleção do festival de igual para igual.

Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, era só alegria por conta do sucesso do festival, para ele a Prefeitura de Teresina vem acertando ao ouvir a classe artística e o povo de maneira geral, fazendo com que a cada evento, aumente o público e por sua vez a visibilidade aos artistas. O presidente da pasta da cultura lembra ainda que por conta do momento pandêmico, os recursos estão limitados, mas garantiu que até o final deste ano a cidade vai respirar cultura com mais frequência.

“O prefeito Dr. Pessoa é muito sensível à cultura, por isso ele mesmo vem cobrando a elaboração de projetos, principalmente o que sempre tenha como principal objetivo a valorização do artista local. Sobre o Cajuína, estou muito feliz, pois o evento comprovou que o teresinense vem mudando e que agora os artistas autorais vêm se destacando com mais frequência, por isso pretendemos realizar outros festivais a exemplo deste, para que mais músicos sejam incluídos”, comenta Ênio Portela, enfatizando ainda que a gestão municipal também está elaborando novos projetos que beneficiem outros segmentos da cultura.

O músico Henrique Douglas falou sobre a importância de se valorizar a classe artística local e parabenizou a gestão municipal por sempre está dando esse apoio aos músicos de Teresina. Ainda de acordo com músico, espaços como o criado no Cajuína Pop, onde a estrutura seguiu um padrão nacional, faz com que os músicos tenham mais ânimos e não desistam dos seus sonhos e de lutar pela cultura.

“Cuidar de outros setores é melhorar a vida do cidadão pagador de impostos também é de extrema importância, porém muitos pecam deixar a cultura em segundo plano. Para nós músicos, a Prefeitura de Teresina e a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, vem fazendo a diferença, pois estamos vendo muitos eventos e isso movimenta a economia, nos engrandece como profissionais e claro, acaba sendo uma vitrine para o nascimento de novos músicos”, diz Henrique Douglas.

O Cajuína Pop foi realizado pela Prefeitura Municipal De Teresina, por meio das ações da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves e contou com o apoio da Guarda Municipal de Teresina, Secretaria Municipal de Comunicação, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo e da Polícia Militar do Piauí.

Primeira noite do Cajuína Pop reúne público na Ponte Estaiada

Como parte da programação cultural do aniversário de 170 anos de Teresina, aconteceu nessa sexta (12), a primeira noite do Festival Cajuína Pop, evento que reúne bandas autorais locais e que acontece de forma gratuita, no Complexo Cultural da Ponte Estaida.

No primeiro dia, sete bandas se apresentaram no Palco Churu, reunindo um público considerável, mostrando que o teresinense está apto a valorizar cada vez mais o artista que tem trabalho autoral.

Prefeito Dr. Pessoa, presidente da FMC Ênio Portela, Preto Kedé e funcionários da FMC / fotos: Ascom FMC

O Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, compareceu ao evento, assistiu as apresentações e conversando com o público, ele afirmou que apesar dos recursos ainda escassos, a gestão municipal está se preparando para reforçar ainda o apoio aos artistas locais. Dr. Pessoa falou ainda que eventos culturais movimentam a economia da cidade, ajudando principalmente o cidadão empreendedor que aproveita essas atividades para levar o sustento para sua família.

“Tenho recebido muitos elogios por conta da atuação da pasta da cultura, elogios que não estão vindo só dos artistas ou público que assiste essas apresentações, eles vêm e muito, dos chefes de famílias que em eventos como esse, vendem alimentos, bebidas, artesanato, entre outros. Esse é o objetivo da nossa gestão, trabalhar pelo povo, por isso Teresina pode esperar por mais eventos como os que vêm ocorrendo nos espaços públicos espalhados por toda a cidade”, afirma Dr. Pessoa.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, falou sobre o crescimento profissional dos artistas que trabalham com música na cidade. Para ele, esse investimento feito pelo poder público, é fundamental para que a classe artística continue trilhando pelo caminho certo, sem precisar deixar a sua terra natal para viver de cultura.

“A gestão do prefeito Dr. Pessoa vem tendo esse cuidado de sempre está valorizando os artistas locais, e à população tem recebido muito bem esse diferencial da Prefeitura de Teresina e a prova disso é que esses eventos sempre contam com um bom público. Vamos continuar assim, oferecendo cultura para todos, sempre ouvindo o povo, pois acreditamos que não se faz cultura sem ouvir a classe artística e à população”, comenta Ênio Portela.

O musicista Narcoliricista, da Banda Narcoliricista, falou sobre os investimentos que a cidade vem fazendo para incentivar a classe artística, para ele é fundamental que ocorram a continuidade dessas ações culturais, pois elas geram apoio aos músicos e também à população que é carente de opções culturais.

“É muito importante que o som daqui esteja sempre em evidência, o Cajuína Pop é mais um passo dado à valorização dos músicos, por isso estamos aqui fazendo nossa parte em pró da música teresinense”, conta Narcoliricista.

A artista plástica Fátima Castelo Branco esteve na primeira noite do evento, ela conta que vem notando um aumento dos investimentos na área da cultura, fato que segundo ela, coloca a capital piauiense entre as cidades com opções saudáveis de cultura. Ela comenta ainda que esses festivais são pratos cheios para transformar a mentalidade do público teresinense que foi criado com a cultura de apenas valorizar o que vinha de fora.

“Recentemente estive no Estado do Ceará, lá assisti um festival de choro, porém ao chegar aqui, também tínhamos um gratuito. Hoje mais um festival, dessa vez unindo novos e talentos já conhecidos, isso é bom, quem ganha somos todos nós”, comenta Fátima Castelo Branco.

Na noite de ontem subiram ao palco, Jamile Jah, Deepmoon, Narcoliricista, Preto Kedé, Fullreggae, Banda Acesso e Roque Moreira. Neste sábado (13/08), é a vez da Navegantes e as Águas De Ynaê, Monise Borges, Radiofônicos, Corona Nimbus, Teófilo Lima, Megahertz e Alma Roots.

Festival Cajuína Pop inicia nesta sexta (12) com sete atrações na Ponte Estaiada

Inicia hoje (12), a partir das 18h, a primeira edição do Festival Cajuína Pop, evento com acesso gratuito e que tem como principal objetivo a valorização do músico teresinense que trabalha com músicas de composição autoral. Neste primeiro dia, sete atrações subirão ao palco montado no estacionamento do Complexo Cultural da Ponte Estaiada, que fica localizado na avenida Raul Lopes, no bairro de Fátima, zona Leste de Teresina.

Essa é a primeira edição do festival, o mesmo nasceu da iniciativa da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) e Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), que nessa atual gestão vem sempre trabalhando no sentido de valorizar os artistas locais que, precisam de espaço para divulgarem seus trabalhos. As 14 atrações que irão se apresentar no Cajuína Pop foram escolhidas, por meio de um edital público, onde todas as bandas e cantores solos do município puderam participar do processo.

De acordo com Ênio Portela, presidente da FMC, esse é apenas um dos muitos festivais que serão realizados na capital, segundo ele, técnicos da pasta da cultura já estão trabalhando em projetos que garantam atender mais artistas da música. O presidente fala ainda que o Cajuína Pop está sendo bem aceito pela população e pela classe artística, pois é o primeiro grande evento realizado pela gestão municipal, após o momento mais crítico da pandemia do coronavírus.

“Foram praticamente dois anos sem grandes eventos na capital, os músicos foram os mais afetados, na prática, foram os primeiros a terem suas atividades paralisadas e os últimos a poderem voltar a trabalhar. Esse festival tem esse gostinho de retorno, por isso acreditamos que durante esses dois dias o Complexo Cultural da Ponte Estaiada receba um grande público”, comenta Ênio Portela, enfatizando que o apoio do prefeito Dr. Pessoa foi fundamental para a realização do festival.

PROGRAMAÇÃO DE HOJE 12/08

Jamile Jah
Deepmoon
Narcoliricista
Preto Kedé
Fullreggae
Banda Acesso
Roque Moreira

PROGRAMAÇÃO DE SÁBADO 13/08

Navegantes e as Águas De Ynaê
Monise Borges
Radiofônicos
Corona Nimbus
Teófilo Lima
Megahertz
Alma Roots

Para mais informações sobre o Festival Cajuína Pop, bem como as demais atividades realizadas pela Prefeitura Municipal de Teresina na área da cultura, basta acessar o site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, o www.cultura.pmt.pi.gov.br. As informações também estão disponíveis na página Cultura_the no Instagram e nas demais redes por meio da hashtag #culturateresina.

Balé da Cidade recebe homenagem na Câmara Municipal de Teresina

O Balé da Cidade de Teresina recebeu uma homenagem da Câmara Municipal de Teresina pela comemoração aos seus 29 anos de criação. Proposta pelo vereador Enzo Samuel, a solenidade ocorreu nesta quarta-feira (10) na sede do legislativo municipal e contou com a presença de vários vereadores, membros da companhia e da Prefeitura Municipal de Teresina e da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, conta que o Balé da Cidade de Teresina tem uma grande importância cultural para o município e por isso a homenagem foi mais que justa. Ele também enfatizou que recentemente o prefeito Dr. Pessoa assinou a renovação do contrato com a associação que administra o balé, possibilitando a continuidade dos projetos executados pela companhia em diversos pontos da cidade.

“Muitos acham que o Balé da Cidade se restringe apenas a apresentações, porém esses talentosos profissionais vão além disso, eles também atuam diretamente na formação de novos profissionais através de cursos, palestras e workshops. Por conta dessa importância, nosso prefeito vem sempre buscando um bom diálogo com a companhia”, conta Ênio Portela.
Representando a gestão do Balé da Cidade de Teresina, Janaína Lobo, falou um pouco da trajetória da companhia, ela exaltou os profissionais que compõem tanto o Balé da Cidade de Teresina como a Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina que trabalham distintamente para oferecer cultura à população teresinense. Ela destacou ainda que durante o momento mais complicado da pandemia, os profissionais se adaptaram e continuaram com os trabalhos, inclusive com apresentações nas regiões periféricas da cidade.

“Essa homenagem também é para todos que passaram pelo Balé da Cidade ao longo de sua existência, seja dançando, dirigindo, dando aula, produzindo, fotografando ou em uma de tantas outras funções que contribuíram diretamente para que pudéssemos chegar nesse momento hoje. Nós completamos 29 anos e esse caminho foi traçado a muitos passos, muita resistência, muito desejo de muita gente”, ressaltou Janaína Lobo.

Chica Silva é a atual diretora da companhia, ela iniciou na dança ainda aos seis anos de idade em um projeto social, ela contou um pouco da importância de valorizar a cultura e seus respectivos profissionais. Ela lembrou em sua fala que muitos já ingressaram na dança por meio dos projetos executados pela companhia de dança , e que para ela, é gratificante poder devolver para a cidade, todo o conhecimento adquirido ao longo dos anos.

“São 17 anos trabalhando dentro de uma companhia, onde eu comecei aos 6 anos dentro de um projeto. Então, eu sei da importância, de cada possibilidade, de cada construção. Eu sou artista de dança. Eu vivo da dança e eu tenho orgulho de dizer isso”, afirma Chica Silva.

 

 

 

 

 

 

Sobre a Companhia

O Balé da Cidade de Teresina é uma companhia pública de Dança Contemporânea que atua há 29 anos no cenário artístico local e nacional, contribuindo com o desenvolvimento e difusão da dança piauiense. Vem aproximando a dança da cidade através da sua atuação em diferentes ações, como temporadas de apresentações, conversas e formação continuada.

O Balé da Cidade de Teresina conta com 18 integrantes e é mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, através da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, por meio de contrato de gestão com a AABCT, Organização Social de Utilidade Pública Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina. Tem direção geral de Chica Silva, coordenação artística de Janaína Lobo, aulas de Samuel Alvís e ensaios de José Nascimento.

Aniversário de Teresina será comemorado na Ponte Estaiada com várias atrações

Foto: Divulgação (FMC)

A capital piauiense está completando 170 anos de emancipação política, e para celebrar essa data, a Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), estará realizando dois dias de atividades culturais no Complexo Cultural da Ponte Estaiada, que fica localizado no bairro de Fátima, na zona Leste da cidade. O evento em alusão ao Aniversário de Teresina será gratuito e ocorrerá no domingo (14) e na segunda-feira (15), a partir das 19h, tendo nove atrações musicais e ainda feira de empreendedorismo, pintura de rosto infantil e uma ampla praça de alimentação com a comercialização de bebidas e comidas.

Para o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, esse é um momento de comemoração, pois com a diminuição de casos de Covid-19, a gestão municipal está podendo retomar as atividades culturais, principalmente em datas especiais como a do aniversário da cidade. Ele conta ainda que ao longo destes dois anos de novo governo, várias ações foram tomadas a fim de melhorar a vida dos teresinenses, principalmente daqueles que moram na periferia e que antes não contavam com o apoio do poder público.

“Temos novas obras espalhadas por toda a cidade, mas também estamos tendo a responsabilidade dar andamento a obras que haviam sido paralisadas na gestão passada sem respeitar os cidadãos. Sou ciente de todos os problemas que incomodam e tiram o sossego do povo, porém nossa equipe de secretários e técnicos estão nas ruas diuturnamente trabalhando para buscar soluções, isso sempre ouvindo a população, pois não se faz gestão pública sem ouvir o povo”, comenta o prefeito Dr. Pessoa, que aproveitou a oportunidade para convidar a população a participar das atividades culturais em alusão ao aniversário da cidade.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, enfatiza que na parte da cultura, a cidade também tem muito a comemorar, pois houve a descentralização das atividades, e os serviços foram oferecidos de forma igualitária, dando oportunidade para todos os teresinenses. Ainda de acordo com Ênio Portela, houve uma grande aproximação da gestão municipal com os artistas da cidade, isso segundo ele, por conta da grande quantidade de eventos que cada vez mais valoriza quem faz arte na capital.

“Nunca na história dessa cidade houve tamanha aproximação da pasta da cultura com os artistas e com as comunidades. Estamos sempre ouvindo o povo e o prefeito Dr. Pessoa, estamos levando à cultura para todos os cantos da cidade”, afirma Ênio Portela, enfatizando ainda que em todos esses eventos, a pasta da cultura teve o cuidado de trabalhar a parte solidária, recebendo alimentos, roupas e brinquedos que são distribuídos para as famílias carentes.

Confira as atrações do Aniversário de Teresina

Domingo 19/08 – 19h00
ORQUESTRA SANFÔNICA
ORQUESTRA SINFÔNICA
BANDA 16 DE AGOSTO
ORQUESTRA DE VIOLÃO

Segunda-feira 15/08 – 19h00
GIU DIAS
TOP GUN
VALIDUATÉ
DOCE ILUSÃO
LILLY ARAÚJO

Para mais informações sobre os eventos culturais, bem como as demais atividades realizadas pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. Nas redes sociais as informações podem ser obtidas na página @cultura_the no Instagram ou por meio da hashtag #culturateresina.

Ponte Estaiada: definida as atrações para o Festival Cajuína Pop

Nos próximos dias 12 e 13 de agosto, ocorrerá no Complexo Cultural da Ponte Estaiada, que fica localizado no bairro de Fátima, na zona Leste de Teresina, a primeira edição do Festival Cajuína Pop, que contará com apresentações de 14 bandas locais. As atrações foram escolhidas por meio de um edital público, elas irão se apresentar em um palco com estrutura moderna, dando aos artistas um ambiente ideal para que eles possam divulgar seus trabalhos autorais.

Banda Roque Moreira é uma das atrações do Cajuína Pop / fotos: Ascom FMC

 

 

 

 

 

O Cajuína Pop é um evento totalmente gratuito ao público, ele está sendo realizado pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), com o objetivo de dar oportunidade aos artistas locais. O evento nasceu de uma vontade do prefeito Dr. Pessoa, que desde o início de sua gestão vem mantendo uma boa relação com músicos locais, inclusive atendendo essa pauta de apoio aos artistas que trabalham com suas próprias canções.

De acordo com Ênio Portela, presidente da FMC, a previsão da produção do Cajuína Pop é que o espaço receba mais de 10 mil pessoas, uma vez que segundo ele, a prévia realizada no primeiro semestre deste ano, contou com um bom público. Ênio Portela enfatiza ainda que além do palco com as atrações, o espaço contará com estacionamento, banheiros químicos, segurança e uma ampla praça de alimentação para garantir mais opções à população que comparecer ao evento.

“Teresina estava carente desse tipo de atividade cultural, por isso acreditamos que o Festival Cajuína Pop vai ser um sucesso absoluto. Estamos muito felizes com o retorno que estamos recebendo do público e da classe artística, lembrando que esse é apenas o primeiro evento, pois em breve também estaremos lançando novas opções, inclusive sempre valorizando o artista da terra”, diz Ênio Portela.

Um dos nomes a se apresentar no festival, é o músico Preto Kedé, para ele, o festival chegou na hora certa, momento em que a classe artista mais precisa de incentivos do poder público. Ele conta que a classe dos músicos foi a primeira a ser atingida pelos efeitos provocados pelas restrições sanitárias do Coronavírus e a última a voltar à sua normalidade e por isso, segundo ele, a Prefeitura de Teresina acertou em cheio ao realizar esse tipo de atividade.

“Sou artista nato de Teresina, estarei no Cajuína Pop mostrando para todos um pouco do meu trabalho. Eu agora me sinto valorizado, sinto a porta se abrindo para os talentos da nossa terra, vai ser uma bela festa, espero todos lá na Ponte Estaiada”, comenta Preto Kedé.

Preto Kedé conta que músicos estão felizes com as portas se abrindo para os artistas locais / foto: Ascom FMC

 

 

 

 

CONFIRA AS ATRAÇÕES

Alma Roots, Banda Acesso, Corona Nimbus,Deepmoon, Fullreggae, Jamile Jah, Megahertz, Monise Borges, Narcoliricista, Navegantes e as Águas De Ynaê, Os Radiofônicos, Preto Kedé, Roque Moreira e Teófilo Lima

Quero ficar por dentro de tudo

Para acompanhar todas as informações sobre a primeira edição do Festival Cajuína Pop, basta acessar o site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, que é o cultura.pmt.pi.gov.br. As informações também estão disponíveis na página cultura_the no Instagram e nas demais redes sociais através da hashtag #culturateresina.

 

FMC oferta cursos gratuitos de dança na Vila da Paz

Apresentação de alunos do Curso de Danças Folclóricas. Foto (Ascom/Fmc)

A fim de gerar oportunidades para todos os cidadãos, a Prefeitura Municipal de Teresina, por meio das ações de descentralização da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), iniciou as matrículas para 60 vagas de cursos gratuitos na área da dança.

As aulas terão início imediato e serão ministradas no turno manhã, na Escola Municipal Nossa Senhora da Paz, que fica localizada na rua Piracuruca, n°3146, bairro Vila da Paz, na zona Sul de Teresina.

Estão sendo oferecidas vagas para os cursos de balé clássico (06 e 07 anos), dança criativa (08 e 09 anos) e dança folclórica para crianças de 10 anos que morem preferencialmente nos bairros próximos à instituição de ensino. As aulas serão ministradas pela professora Kiara Lima, que tem uma larga experiência na capacitação de crianças, jovens e adultos.

Os pais ou responsáveis interessados nas vagas, devem procurar a secretaria da escola, a mesma funciona de segunda a sexta, das 07h30 às 17h30. Deve ser levado RG e comprovante de endereço do aluno e da pessoa responsável.

De acordo com Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, a pasta da cultura tem trabalhado para descentralizar as ações culturais desenvolvidas pela pasta, e por isso tem aumentado a disponibilidade de vagas para cursos por toda a cidade. Ainda de acordo com o presidente, apesar dessas vagas serem preferencialmente distribuídas para os moradores das comunidades próximas, qualquer pessoa, independente do bairro, pode entrar em uma lista de espera e garantir uma vaga em caso de desistência.

“Nosso prefeito Dr. Pessoa tem nos cobrado diariamente sobre a realização desses cursos, pois para ele, é de extrema importância que nossas crianças e jovens tenham acesso a capacitações na área da cultura. Já abrimos vagas no Centro, zona Norte, zona Sudeste, e agora estamos com mais essas ofertas na zona Sul, sendo que em breve outras regiões serão beneficiadas”, comenta Ênio Portela.

Para ficar por dentro das disponibilidades de novas vagas de cursos, bem como o calendário de eventos, e as demais ações realizadas pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. As informações também podem ser obtidas por meio da página cultura_the no Instagram ou da hashtag #culturateresina, disponível em todas as redes sociais.

VEJA OS CURSOS

Balé clássico
Horário: 08h às 09h
20 vagas
Idade: 06 e 07 anos.

Dança Criativa
Horário: 09h às 10h
Idade 08 a 09 anos
20 vagas

Danças Folclóricas
Horário: 10h às11h
Idade: 10 anos
20 vagas.

Balé da Cidade de Teresina estreia novo espetáculo gratuito no Teatro João Paulo II

O Balé da Cidade de Teresina irá estrear na próxima sexta-feira, dia 5 de agosto, às 19h, no Teatro João Paulo II, que fica localizado no bairro Parque Ideal, na zona Sudeste de Teresina, o espetáculo “Arpejos”, de coreografia de José Nascimento. A estreia é gratuita e acontece dentro do projeto da companhia Balé da Cidade Convida, onde compartilhará o palco com o Centro de Dança Mariana Alves – CDMA.

De acordo com José Nascimento, o trabalho com Arpejos teve início em 2019, mas, por conta da pandemia, a companhia teve de suspender as atividades, pausando também o processo de criação desse trabalho. Ele conta que Arpejos é inspirado no jazz e que são partituras musicais, onde os bailarinos interpretam notas de uma mesma melodia, as notas trazem intensidade e estão em constante movimento se deslocando pelo espaço em looping.

“A coreografia é em cima de uma pesquisa chamada a fórmula do sensível, que é baseada em pontos: pontos, no espaço, no corpo, um com o outro, contato e contrapeso. A coreografia vai acontecendo e criando deslizes de corpos e notas”, explica o coreógrafo José Nascimento.

O Centro de Dança Mariana Alves – CDMA irá apresentar seu espetáculo Miscelânea, que é uma coletânea de trabalhos que estão sendo desenvolvidos pela Cia CDMA ao lado do Grupo Juvenil, um projeto paralelo que o Centro de Dança Mariana Alves desenvolve com alunos que se dedicam em aulas extracurriculares para aprimoramento e criação. As apresentações trazem a proposição de apresentar os repertórios da companhia e também dialogar com diferentes grupos e artistas da cidade, criando contextos de apresentação, de troca entre os grupos e trabalhando também formação de público e democratização do acesso à cultura.

Além de suas apresentações, o Balé da Cidade de Teresina também atua diretamente na formação profissional de jovens e adultos através de cursos e palestras realizados em diversos pontos de Teresina. Para acompanhar as ofertas de cursos e a agenda de apresentações da companhia, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página @cultura_the no Instagram.